CIDADE DO PANAMÁ, DICAS E ROTEIRO



Panamá
As belezas do Panamá, Canal do Panamá.




Quando resolvemos visitar o Panamá, encontrei vários artigos  com o seguinte título:
O que fazer na Cidade do Panamá durante uma conexão longa?

Ah como assim ????
No primeiro momento pensei: Será que a capital do Panamá  merece ser visitada em apenas algumas horas de conexão ????

#sqn !!!!


O Panamá é muito mais que um stop de conexões de voos que saem do Brasil em direção aos EUA, Caribe e México. Você encontra no país atrações para todos os perfis de viajantes. Cultura, diversão, história, refúgios paradisíacos e claro, a mais bela engenharia do mundo construída pelas mãos do homem e que deu fama mundial ao país, o Canal do Panamá.
Recentemente visitamos a Cidade do Panamá e realizamos um roteiro super show de quatro dias na cidade.

Da série, destinos surpreendentes descobertos pelo Fourtrip:

Os encantos do Panamá.

A tão esperada férias de Julho foi em estilo caribenho. Escolhemos dividi-la em dois destinos que a tempos gostaríamos de conhecer: San Andrés na Colômbia e o Panamá.

Na ânsia de escrever tudo sobre nossas novas  descobertas, ficou a grande dúvida, por onde começar.

Geralmente escrevo na ordem da viagem, porém não é novidade que San Andrés é um destino magnífico, já o Panamá foi uma daquelas incríveis descobertas que nos deixam perplexos por tamanha beleza, história e tão pouca divulgação. 

Então resolvi começar com um post basicão sobre nossa passagem pelo país com dicas, roteiros, atrações sobre a capital e o nosso tour até o arquipélago  mais famoso do país e que vem ganhando fama internacional, San Blás.


Aeroporto Internacional do Panamá:




Panamá
Visite nossa galeria no Instagram: @blogfourtrip



O Aeroporto de Tocumen é famoso pela sua localização estratégica entre as Américas,  hub da cia aérea panamenha, a Copa Airlines que oferece voos do Brasil para vários destinos da América Norte, Caribe e México. Possui uma atração à parte, um gigantesco shopping com lojas de grifes isentos de impostos. No nosso caso, só serviu para conhecer uma pequena parte num curto espaço de tempo entre a conexão para San Andrés. Então não sei dizer se os preços são tão convidativos assim. Meus filhos utilizaram o serviço de wi-fi, oferecido gratuitamente pelo aeroporto por apenas duas horas. Já eu e o maridão utilizamos durante toda a viagem o chip de internet ilimitada Easysim4u , no qual foi uma mão na roda, acessava a internet em qualquer momento da viagem interagindo com minhas redes sociais. Testado e super aprovado.







Hotel na Cidade no Panamá:

A cidade do Panamá conta com uma enorme oferta de hotéis com preços convidativos. Pelo que li os melhores locais de hospedagem são: El Cangrejo, Marbella, Região Bancária (nos arredores da Via España) e Casco Antiguo (região antiga da cidade com prédios históricos).

Escolhemos o  Best Western Plus Panamá Zen Hotel , pela ótima localização, próximo da Via España, onde encontramos um bom comércio e vários restaurantes. Porém o fator principal foi o estado do hotel, novinho em folha, inaugurado há dois anos, as suítes são imensas com piso frio e super confortáveis. 
CIDADE DO PANAMÁ


Na cobertura tem uma piscina e um lounge com vista para a cidade. Resumindo achei  ótima relação custo-benefício. O café da manhã é servido no restaurante localizado no térreo e estava incluído na reserva.


Cidade do Panamá
Hall  de entrada e cobertura Best Western Plus Panamá Zen hotel.






Pesquise aqui todos hotéis da Cidade do Panamá.
Reserve ou compre usando os banners de parceiros localizado neste blog. Ganhamos uma pequena comissão e você não pagará nada a mais por isso. Obrigada.



Moeda: 

A moeda panamenha é o Balboa, mas curiosamente o país utiliza uma economia dolarizada, em qualquer estabelecimento comercial os preços estão em dólar. Em alguns casos pode acontecer de você receber o troco em moedas balboa, mas  pode pedir para trocar por dólar.


Documentação:

O país exige passaporte com validade mínima de seis meses e atualmente carteira de vacinação da ANVISA com o certificado da vacina da febre amarela.

Visto: isento.


O que fazer no Panamá?

Como tínhamos apenas três dias na cidade, tirando o dia da chegada (14:00 horas) e o de partida (12:30), gostaríamos conhecer o máximo, porém sem correria, então procuramos uma agência de turismo a fim de elaborar tours personalizado de acordo com o nosso perfil. Foi aí que descobri o Guia Panamá , uma empresa de turismo administrada por um casal de brasileiros, o Roque e a Liliane que vivem  no país há sete anos.  Planejamos um roteiro de city tour pela cidade e um passeio que estava na lista de prioridades, conhecer o Arquipélago paradisíaco de San Blás. Ficou restando um dia inteiro para compras, conhecer algo a mais  e um pequeno período do dia de chegada e do dia partida que não costumo contar (foi até bom, porque o trânsito na cidade, por motivo de obras, estava caótico).


Panamá
Guias Roque e Liliane do Guia Panamá, em minutos a relação cliente/empresa transformou-se em amizade.



City tour Cidade do Panamá:


Panamá
Edifício F&F Tower, também conhecido
por El Tornillo que significa parafuso.

 Localizado na Calle 50, sede de bancos e empresas.


Um dos tours mais utilizados tanto para quem faz uma conexão longa no Panamá ou passa alguns dias na cidade. Realizamos com a guia Liliana, um amor de pessoa que nos contou curiosidades e  toda a história do Panamá.

Farei um breve resumo do que fizemos e depois escreverei posts na íntegra sobre cada parada.

A van passou no hotel às 8:30, fomos direto para o Canal do Panamá. Geralmente os navios atravessam o Canal pela manhã ou no final da tarde e cá entre nós o local é incrível, mas a graça mesmo é ver os navios passando pelas eclusas, aí temos a real noção de como funciona essa maravilhosa engenharia. Caso você visite o local pela manhã e não consiga ver a passagem dos navios, guarde o ticket retorne na parte da tarde, apresente-o e não precisará pagar novamente.




Canal do Panamá: 

Cidade do Panamá
Passagem de um navio no Cidade do Panamá.

Considerado Uma das Sete Maravilhas do Mundo Moderno pela Sociedade Americana de Engenheiros Civis. 

Valor : 15 dólares.

A atração conta com um museu e a parte externa, um espaço com arquibancadas (mas ninguém senta) para visualização da passagem de navios pelas eclusas.

O grande diferencial da guia Liliana foi que enquanto todos estavam na parte interna, nós fomos direto para o ponto de visualização, o local encontrava-se vazio e nos posicionamos no melhor lugar, ou seja, em pé na grade de observação em frente a primeira eclusa. Neste momento estava entrando um navio e minutos depois o mirante já estava lotado com o povo disputando centímetros de espaço. Ali mesmo ela explicou a história do Canal do Panamá e seu funcionamento.

Localizado em uma posição estratégica, no istmo das Américas entre os oceanos Pacífico e Atlântico, o canal começou a ser construído  pelos franceses, sendo que a obra foi finalizada pelos americanos, utilizando outra metodologia de engenharia.

Inaugurado em 1914 passou a ser a principal rota de navios no comércio mundial, reduzindo tempo, distância e custos no transporte de mercadorias. Em 1999 o Panamá assumiu sua operação.

A grande sorte do dia foi que presenciamos dois navios atravessando o Canal. Eles são elevados por eclusas que se abrem, passam pelo Canal e depois voltam ao nível do mar.

Após a aula ao vivo e a cores, nos direcionamos para o museu interativo do Canal (no mesmo local), são quatro andares que conta a história e mostra tudo sobre sua engenharia de funcionamento, desde a sua construção até os dias de hoje, além de um simulador onde você é o comandante e assume a direção de um navio  atravessando o Canal.

O Canal do Panamá é um daqueles lugares que todo ser humano deveria conhecer um dia, é um tour espetacular, merece um post específico só para ele, já, já escrevo...



* Caseway (Calzada de Amador):

Avenida construída em 1913 pelo governo do EUA com rochas retiradas de escavação durante a construção do Canal do Panamá,  liga o continente as ilhas do Pacífico.
Cidade do Panamá
Baía e Cidade do Panamá visto de Caseway.

A região é ótima para caminhar, andar de bike e apreciar a baía e a Cidade do Panamá com seus arranha-céus. O local também conta com lojas de souvenirs, restaurantes e Duty free.

Não esqueça de tirar uma  foto turistona na placa com o nome do país.
Cidade do Panamá
Letreiro do Panamá em Caseway.




*No caminho avistamos a  Ponte das Américas:

Com a construção do Canal do Panamá a única conexão terrestre entre as Américas do Sul e Norte foi rompida. Foi aí que em 1962 os americanos  construíram  a Ponte das Américas com um vão central de 344 metros, durante quatro décadas foi a única ligação terrestre entre o Norte e Sul do continente.
Foto: @guiapanama




*Biomuseu :

Cidade do Panamá
Biomuseu, Cidade do Panamá.

Museu dedicado a biodiversidade. Obra de Frank Gehry. tem uma arquitetura futurista e bem colorida. O museu conta com galerias que mostram a história da formação geológica do istmo panamenho e seu impacto no clima global e na diversidade das Américas. Não entramos mas vale a pena contemplar a obra, mesmo que seja externamente. Fica entre o Canal do Panamá e Caseway.



*Casco Viejo ou Casco Antiguo:


Após o ataque  de piratas ingleses comandado por Henry Morgan em 1671 em Panamá Viejo (considerada a primeira cidade e que hoje encontra-se em ruínas), o vilarejo foi transferido para Casco Viejo  em 1673, tornando-se uma espécie de segunda cidade antiga e centro histórico da cidade, estrategicamente localiza-se numa região geograficamente protegida, de frente para a baía e cercada por recifes, dificultando ataque de inimigos naquela época. Em 1997 recebeu o título de Patrimônio Cultural da Humanidade pela Unesco pela sua diversidade de estilos arquitetônicos.
Cidade do Panamá
Arco Chato, Convento La Compañia de Jesus e  Plaza Francia.

Depois do Canal do Panamá, Casco Viejo é um dos locais mais visitados da capital. Com uma arquitetura diferenciada, construções históricas, coloridas e restauradas. Sem contar que o local tem várias lojas de souvenirs onde você pode comprar o acessório mais famoso do país, o estiloso chapéu Panamá (eu comprei logo dois, porque adoro), feirinha de artesanato com artigos da cultura dos índios Kuna  e restaurantes bem transados. 
Cidade do Panamá
Casarões, ruas e o famoso chapéu de Panamá em uma das inúmeras lojas de Casco Viejo.

Vale a pena visitar durante o dia e a noite quando a região transforma-se no lado boêmio da cidade. É uma delícia caminhar sem  rumo pelas ruelas com construções coloniais e suas sacadas enfeitadas com flores.
Cidade do Panamá
India Kuna Yala e artesanato da tribo indígena. Abaixo, arranha céus da cidade visto de Casco Viejo.

Conheça em Casco Viejo: Plaza de la Independencia, onde está a Catedral Basílica, Museu de História do Panamá, Convento de Santo Domingo, Arco Chato, Compañia de Jesus, Igreja San José, Plaza de Francia , Passeo de las Veraneras (tem uma vista linda da cidade), Plaza Herrera e Palácio do Governo.

De todas essas construções a que mais me impressionou foi a história da Igreja de San José com seu altar todo em ouro. Diz a lenda que esse altar resistiu ao ataque dos piratas
em Panamá Viejo porque  um padre cobriu todo o ouro com barro, parecendo sem valor. Posteriormente foi transportado para a igreja de San Jose em Casco Viejo. Dá para ver nitidamente que tiraram de um lugar e encaixaram no altar da igreja.
Cidade do Panamá
Igreja de San José, Casco Viejo, Cidade do Panamá.


Hoje Panamá Viejo é um sítio arqueológico localizado aproximadamente 10 km de Casco Viejo. Não visitamos por falta de tempo.


Arquipélago de San Blás:

Panamá
San Blás, Panamá.

Podemos dizer que o passeio para San Blás ou Kuna Yala foi uma experiência única e inesquecível.
Imagina você acordar no Oceano Pacífico, almoçar no Oceano Atlântico e jantar no Pacífico ?

Realizamos um passeio bate-e-volta  privativo  Cidade do Panamá-San Blás  com o Roque do Guia Panamá  com tudo incluído, ou seja, transporte terrestre, barco para as ilhas, café da manhã, almoço, material de mergulho, guia e fotógrafo. Precisa mais? Foi show! 

San Blás é um arquipélago de aproximadamente 360 ilhas localizado nas águas quentes e cristalinas do Caribe e  administrado pelos índios da etnia Kuna . 

Saímos do hotel  às cinco  da manhã, a bordo de um veículo super confortável. São duas horas para cruzar o continente (Cidade do Panamá fica no Pacífico e fomos para o  lado do Atlântico) até chegar no porto de Carti, na comarca da tribo indígena Kuna. Pegamos um barco e levamos de 30 a 40 minutos até chegar na primeira ilha.


O Roque passou em um hipermercado 24 horas já na saída da capital para comprarmos biscoitos e bebidas.

Durante o percurso de barco até a primeira parada, passamos pelas ilhas (as mais próximas do continente) onde os índios  vivem,  sabe aquelas ocas que estudamos nas aulas de história, pois é, vimos ao vivo e a cores.
Panamá
Uma verdadeira oca indígena. San Blás, Panamá.


Já eram 8:30 e chegamos na primeira parada, a paradisíaca Dog Isla, um tradicional café da manhã da culinária Kuna Yala nos aguardava. Neste momento só tinha nosso barco na ilha. 

Além de toda a beleza, esta ilha tem um navio naufragado bem próximo, podendo acessá-lo andando. Por estar 99,9% submerso, serve de berçário para corais e peixes. 

Almoçamos nesta ilha e partimos para uma piscina natural em alto mar, passando bem próximo de várias ilhotas com visual simplesmente paradisíaco.

Nossa última parada foi numa  ilhdeserta com dezenas de estrelas do mar. Imagina só nós naquele pedaço de paraíso, curtindo a tarde, mergulhando com uma infinidade de espécies marinhas. Foi um dos pontos altos do passeio.
Panamá
O paraíso tem nome e endereço, San Blás, Panamá.


Apesar de muitas pessoas falarem que o passeio é cansativo, para nós foi super tranquilo, pelo fato de ser privativo em um veículo super espaçoso e confortável, nós fizemos nosso horário. Até o barco utilizado por nós durante o passeio foi privativo. Tudo isso foi programado pelo Roque.

Não esqueça de levar os passaportes, caso contrário não conseguirá fazer o passeio.

Gente esse tour é tão mágico que merece um post unicamente para compartilhar na íntegra essa experiência.


Minha intenção era ficar hospedada em alguma ilha por pelo menos duas noite, mas não tínhamos tempo disponível. São várias ilhas e é necessário você conhecer a região para  escolher a ilha  ideal e não cair em furada, pois tem vários tipos de hospedagem, cabanas com banheiros compartilhados ou  privativos. Eu sinceramente recomendo consultar o Roque, ele irá planejar a melhor ilha e tipo de hospedagem.


Compras no Panamá:


*Multiplaza Pacific Mall 

*Metromall : Localizado a poucos minutos do aeroporto Tocumen. Segue os mesmos moldes do Multiplaza, lojas de grifes.

Tanto o Multiplaza como o Metromall tem uma espécie de cartão desconto exclusiva para turistas. Basta encaminhar-se para o centro de atendimento do shopping junto com o passaporte e adquirir o seu.

Ambos também oferecem transfer grátis hotel-shopping (somente ida). Peça ao hotel para ligar: 302-5380 e solicitar o serviço.

* Multicentro Mall 


*Albrook Mall : é o outlet da cidade. Segundo a guia é gigantesco e tem os melhores preços.


Como tudo que é bonito e agradável merece ser compartilhado, segue abaixo outros passeios bacanas no Panamá oferecido pela empresa Guia Panamá. 



*Caminho dos Piratas e Isla Grande:

Panamá
Fotos: Guia Panamá


Passeio que combina praias lindas e história. É iniciado na cidade colonial com a explicação sobre a história do país enquanto era colônia espanhola. Na região de Portobelo, barcos naufragados, piratas, tesouros, fortes coloniais e prédios do século XVII, mostram a história da América Central colonial. O tour pode ser combinado com uma visita à Isla Grande, localizada a 120 km da Cidade do Panamá, no litoral do Caribe, a cinco minutos de barco do continente. O local conta com uma pequena estrutura de bares e restaurantes.



*Isla Iguana, Pedasi:

Panamá
Fotos: Guia Panamá


Localizada no litoral do Pacífico à cinco horas da Cidade do Panamá. É um parque natural, área protegida, santuário de aves e animais marinhos. Para chegar neste paraíso é necessário uma travessia de barco de aproximadamente 40 minutos, saindo da cidade de Pedasi. Mas toda dose de esforço vale a pena, o local apresenta areais brancas e mar que mistura azul e verde esmeralda, além de quente e calma.


Roteiro:


Primeiro dia: 
Chegada no aeroporto Tocumen 14 horas. Transfer incluído no pacote do Guia Panamá até o hotel.

Check in hotel Best Western Plus Panamá Zen Hotel . Jantamos numa churrascaria das redondezas.


Segundo dia:

City tour Cidade do Panamá com a guia Liliana. ( Esse tour pode ser feito em uma conexão longa da cidade).


Terceiro dia:

San Blás.


Quarto dia:

Voltamos em Casco Antiguo de Uber. 

Tarde: Circulamos pelo comércio local, na via España.


Quinto dia:

Partida. Transfer nos pegou as 12:30.


Caso você faça uma conexão longa na Cidade do Panamá, (que é uma pena, já que a cidade merece ao menos dois dias) faça um city tour, passando pelo Canal do Panamá e Casco Viejo. O Guia Panamá realiza esse tipo de passeio pegando e deixando no aeroporto.


Indico visitar a página do Guia Panamá . Eles explicam todos os detalhes sobre tours e atrações.

Visitar o Panamá foi uma experiência maravilhosa, eu que alguns anos atrás pensava que o país era apenas o Canal do Panamá, fiquei impressionada com a história de seu povo e as belezas naturais do país.

O Roque e a Liliana do Guia Panamá fizeram  diferença. Primeiro porque realizam um serviço de extrema qualidade e competência e segundo foi porque conquistamos mais duas belas amizades nesse mundo de viagens. Sem rasgação de seda, eles arrasam na recepção, só tenho a agradecer pelo carinho e a parceria. Não é à toa que estão famosos quando o assunto é viagem ao Panamá!
Visite também a página do facebook @guianopanama
Instagram: @guiapanama




Realizei os passeios em parceria com a empresa Guia Panamá e relatei aqui minha sincera opinião sobre seus serviços.


Aguardem os próximos posts onde compartilharei na íntegra sobre cada tour.



Alugue seu carro na Rentcars, pague no Brasil sem cobrança de IOF. Reserve pelos banners do blog, recebemos uma pequena comissão e você não pagará nada a mais por isso. Obrigado.



Acompanhe nossas viagens pelas redes sociais:


    FACEBOOK  /   INSTAGRAM  /   G+ /  YOU TUBE





Saúde, paz e fé! 

22 comentários:

  1. Nossa, que legal! Eu não sabia que tinha tanta coisa assim pra fazer na cidade do Panamá! Estou planejando uma viagem de Copa e com certeza vou usar essas dicas pra planejar a minha escala. Post super útil!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vai sim, irá amar e ficar tão encantada como eu. Bjo

      Excluir
  2. Adorei saber mais sobre o Panama. Realmente só ouvimos falar sobre a conexão do lugar! Mas vejo que tem muito mais a oferecer. Excelente dica!

    ResponderExcluir
  3. Muito interessante o seu guia da cidade. Confesso que até então sempre enxerguei como apenas uma conexão, mas foi bacana saber que tem muito mais a se ver por lá! Abs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bingo Amilton! Estou conseguindo mostrar as belezas do país para o mundo.

      Excluir
  4. Waow... Nunca pensei que tivesse tanta coisa legal para se fazer e ver no Panamá. Seu post está ótimo.. =)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Martinha,fico feliz de mostrar o país ao mundo. Bjo

      Excluir
  5. SUPER legal esse post! Além de ser ultra completo e informativo me fez refletir sobre a cidade do Panamá, eu também sempre ficava vendo os posts de escala longa e pensava a mesma coisa que você... vale ficar alguns dias aproveitando!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Essa é minha verdadeira finalidade. A cidade é mto mais que um stop.

      Excluir
  6. Poxa, quanta coisa pra fazer e a gente nem imagina que tem essas opções todas. Além da história, as praias são lindas. Boas dicas!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade, eu fiquei encantada. Quero mostrar pro mundo o qto o país é lindo.

      Excluir
  7. Post super completo, um verdadeiro guia de viagem para o Panamá. Tenho muita vontade de conhecer o Panamá mas para passar dias e não só num pit stop. Com a sua dica do "Guia Panamá" meu filho mais velho e minha nora fizeram um tour com o Roque e gostaram muito. Obrigada pela valiosa indicação. Quando for ao Panamá, com certeza, farei passeios com eles. Beijocas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vai sim Lilian, vc irá adorar. Fico feliz que seu filho gostou, mas tbém é fácil além de simpáticos eles trabalham com extrema competência.

      Excluir
  8. Estive na Cidade do Panamá há um bom par de anos! Me parece que mudou muito pouco! Lembro de termos comido muito bem nos dois dias que passamos por lá. Além disso, fiquei um tempo enooorme vendo os navios entrando no Canal: achei magnífico aquilo tudo! eheh E ainda chegamos no Canal do Panamá de busão: uma aventura! rsrsrs bj

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Com certeza o Canal do Panamá é uma atração a parte. Achei esplêndido.

      Excluir
  9. Roteiro de 4 dias na Cidade do Panamá?? :O Sempre ouvi dizer que não tinha grande interesse para visitar, mas pelos vistos fui mal informada!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Susana, também era mal informada. Como vc vê o país é um destino espetacular.

      Excluir
  10. passei rapidamente pelo Panama, duas conexoes longas onde so aproveitei para conhecer o casco viejo, o mercado e a regiao do hostel aheuahe quero voltar para visitar o canal (obviamente) e o biomuseu...e se possivel estender para as praias!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tente voltar sim, o Canal é a cereja do bolo. Se possível fique alguns dias e conheça San Blás.

      Excluir
  11. É engraçado isso, né? Alguns lugares acabam sendo injustamente resumidos a uma só atração, quando na verdade tem tanta coisa pra ver! Legal você mostrar esse outro lado! :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade, eu mesma tinha um pensamento equivocado do país.

      Excluir

Compartilhe conosco suas dúvidas, comentários e dicas. Será muito importante para o Fourtrip. Terei o maior prazer em responder.