https://3.bp.blogspot.com/-_GZA12IM2pQ/VoL9PCn5ftI/AAAAAAAAUGY/7iQ1TRDK2gU/s640/IMG-20151226-WA0007%2B%25281%2529.png

PEDRA DO TELÉGRAFO NO RIO DE JANEIRO.


Pedra do Telégrafo no Rio de janeiro

Trilha Pedra do Telégrafo

Como chegar na Pedra do Telégrafo

Fotos da Pedra do Telégrafo





RIO DE JANEIRO


O Rio de Janeiro é uma cidade que impressiona pela quantidade de paisagens magníficas.
A queridinha da vez é a Pedra do Telégrafo, uma formação rochosa localizada na zona oeste da cidade que proporciona uma vista incrível de praias desertas e paradisíacas.
Dia desses resolvemos encarar a trilha de acesso ao local e mostramos todos os detalhes neste post.
Como chegar na Pedra do Telégrafo, Rio de Janeiro.
Trilhas no Rio de Janeiro.
A incrível vista da Pedra do Telégrafo.
Trilha Pedra do Telégrafo.


No ano de 2015, descobriu-se uma nova sensação da cidade do Rio de Janeiro, a Pedra do Telégrafo em zona oeste em Barra de Guaratiba. Tudo porque nas fotos temos a impressão de que embaixo da pedra tem um precipício, sem contar com o visual que o local oferece. O curioso é que o real nome desta pedra é Pedra do Cavalo, pelo fato de que a muito tempo atrás um cavalo foi criado ali perto. A Pedra do Telégrafo fica mais acima, onde tem uma bandeira do Brasil e recebeu este nome por ter sido uma estação militar da segunda Guerra Mundial. (Fonte Jornal O Globo).


Sempre marcava com amigos mas surgia um imprevisto aqui outro ali e não conseguíamos fazer esta trilha. Então tratei de colocar este destino no topo da lista. Como somos do dia e acordamos cedo, pulamos da cama as 5:50  da manhã.


Dica: O local atrai muitos visitantes, então vá cedo. Já li reportagens de pessoas que ficam de 1 a 2 horas esperando para tirar fotos. No caso do período da manhã, ajuste sua máquina para fotografar de frente para o Sol.
Vale destacar que no período da tarde a posição do Sol contribui para realizar fotos com melhor nitidez.


Como chegar:

Localizada em Barra de Guaratiba, aproximadamente a 61 km do centro da cidade do Rio de Janeiro e 30 km da Barra da Tijuca.
A partir da Barra da Tijuca pegue avenida das Américas até o Recreio dos Bandeirantes, continue até o túnel da Grota funda, após o túnel entre a direita (tem placa indicando entrada para Barra de Guaratiba). Entre na estrada do sítio Burle Marx e restaurantes e vá até o final em direção a Barra de Guaratiba. Chegando no centro, em frente a ponte da Restinga de Marambaia tem uma ladeira que dá acesso ao início da trilha.



Mapa




Chegamos  aproximadamente 8:00 e o local já estava bem agitado,  perguntamos onde estacionar o carro, fomos informados que o local tem pouca disponibilidade de  vagas e para tomarmos cuidado porque rebocam os carros estacionados em locais indevidos. Então encontramos este carro de um morador local...






Ele nos ofereceu um estacionamento na sua casa  que ficava bem  próximo da pedra. Valor R$20,00. Preferimos não perder tempo e seguimos seu carro até o estacionamento. Foi a nossa sorte, subimos bastante um morro bem íngreme e de lá pegamos apenas parte da trilha.






Início da trilha:



Tempo de trilha até a Pedra do Telégrafo:  30 minutos.
Grau de esforço: fraco a moderado.

No caminho passamos por mirantes com vista de cair o queixo. Mas não pare na subida, continue caminhando porque no final, você encontrará uma multidão para tirar fotos, deixe para fotografar os outros mirantes da trilha no retorno.

Chegando no topo encontramos esta bela vista, que nos faz esquecer todo cansaço da subida e uma sensação de que valeu muito a pena.




Vá direto para fila de fotos na Pedra do Telégrafo. Ficamos impressionados porque achamos que não estava muito cheio apesar de ser  Sábado e o dia estava lindo. 

A sensação do local é exatamente a Pedra do Telégrafo pelo lindo visual. E dá para simular várias poses diferentes, dando impressão que estamos caindo da pedra.  
Após 20 minutos de espera nossa vez chegou.




Uma pena porque como estávamos de frente para o Sol e a correria é grande (tem muita gente esperando), esquecemos de ajustar a máquina e as fotos saíram bem claras. Teremos que voltar em outra oportunidade.




No mesmo local tiramos fotos belíssimas de outros mirantes.


Vista das praias do Grumari, Recreio... 




Restinga de Marambaia









Permanecemos no mirante aproximadamente 1 hora.

Na descida todo santo ajuda. Chegamos no estacionamento 10:30, pegamos o carro e descemos a fim de aproveitar a praia de Barra de Guaratiba, mas chegando na praça principal, estava um tumulto enorme com uma grande quantidade de pessoas e um enorme engarrafamento. Vagas para estacionamento nem pensar. Desistimos e resolvemos ir para Praia de Grumari e adivinha... O acesso estava fechado pelo excesso de carros. Resumindo voltamos para casa e nos contentamos com a nossa piscininha.

Infelizmente apesar da minha cidade ser maravilhosa tem suas desvantagens e um deles é exatamente o engarrafamento. Portanto siga minhas dicas:

-Vá bem cedo ou no final da tarde.

-Leve água, protetor solar e boné.


De resto é só curtir o passeio que vale muito a pena.


Curta outros posts de Trilhas no Rio de Janeiro:




Reserve ou compre usando os banners de parceiros localizado neste blog. Ganhamos uma pequena comissão e você não pagará nada a mais por isso. Obrigada.





E você tem alguma dica ou comentário sobre esse post. Compartilhe conosco na área de comentários abaixo do post. Desde já agradeço.


Confira outros posts sobre a cidade do Rio de Janeiro:


*Dicas de hotéis e hostels no Rio de Janeiro



E você tem alguma dica sobre esse passeio? Compartilhe conosco, na área de comentários abaixo do post. Desde já agradeço.


Alugue seu carro na Rentcars.com, pague no Brasil sem cobrança de IOF. Reserve pelos banners do blog, recebemos uma pequena comissão e você não pagará nada a mais por isso. Obrigado.


Acompanhe nossas viagens pelas redes sociais:

    FACEBOOK  /   INSTAGRAM  /   G+ /  





Saúde, paz e fé!




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Compartilhe conosco suas dúvidas, comentários e dicas. Será muito importante para o Fourtrip. Terei o maior prazer em responder.