https://1.bp.blogspot.com/-JM-kJ1Yo2DU/Xw3B8S26T0I/AAAAAAAA-pQ/xgBs5RMBuvsDbSR3j7vKqA2ha5sP3Z5IwCLcBGAsYHQ/s640/petra%2B9.jpg

PETRA, JORDÂNIA: UMA DAS SETE MARAVILHAS DO MUNDO



Tesouro ou Al Khazneh , um dos principais cartões postais de Petra- Jordânia.


Petra, Uma das Sete Maravilhas do Mundo Moderno e declarado pela Unesco Patrimônio da Humanidade, a "cidade rosada" é também um tesouro da humanidade e o maior cartão postal da Jordânia.

Uma atmosfera inspiradora de história e beleza fascinante. Não é à toa que o destino faz parte dos sonhos de viajantes. A cidade perdida de Petra em Wadi Musa é o lar de mais de 2.700 monumentos e esculturas esculpidos em rochas.

Leia:
Dicas de Petra na Jordânia.
Petra: como chegar, o que fazer, onde ficar.
Petra: Roteiro de viagem.
Jordânia: como chegar e o que fazer.
Visto na Jordânia.
Economizando na Jordânia.
Jordânia: de Amman a Petra.
Guia completo de Petra na Jordânia.



Visitamos Petra durante nossa expedição aos países : Egito, Jordânia, Turquia e Marrocos.

Fazia tempo que Petra estava na nossa lista de viagens que sonhamos, porém conhecer esse destino incrível parecia muito distante. Isso porque muitos amigos que visitavam  o destino, diziam que a Jordânia é um país complicado e Petra ficava em um local de difícil acessoe bem distante da capital. 

Mas... quando fechamos a viagem ao Egito e Turquia, pensamos:
Porquê não incluir Petra, já que fica entre esses dois países?

Investimos todos nossos esforços de pesquisa, planejamento e até econômico (já que o país não é um destino barato), para conhecer um dos cenários de gravações dos filmes Indiana Jones e Última Cruzada.

Vou te falar, de todos os 4 países visitados nesta expedição, a Jordânia foi inesquecível!
Foram de altas emoções e alguns perrengues, como: multa de trânsito, pneu furado, muita neblina na estrada entre Amman e Petra, bagagens extraviadas e inspeção bem rigorosa no aeroporto.

Mas quer saber se valeu a pena?
Leia o post e descubra.😃



A história de Petra:


Jordânia
Tesouro ou Al Khazneh , Petra- Jordânia.

Os primeiros povos que habitaram a região foram os Horeus, por volta de 1.200 a.C chegaram os edomitas e depois os nabateus.

A "cidade rosada" foi esculpida no coração das montanhas há mais de 2 mil anos. Quase 3.000 monumentos decoravam a cidade nos arredores e precipícios. Petra  foi construída em apenas 200 anos pelos nabateus (povo árabe) que  chegaram, a partir de 312 a.C., com a finalidade de construir uma fortaleza para proteger dos inimigos.

Não foi por um acaso que o local foi escolhido para construir uma cidade. As encostas íngremes serviam como defesa natural contra invasores e o mais importante, Petra ficava entre vários leitos secos de rio chamado Wadis, onde os nabateus usavam para direcionar o fluxo da água da chuva para o centro da cidade.

Foi uma importante rota comercial (seda, incenso, mirra e especiarias) que ligava a antiga Mesopotâmia ao Egito.  A cidade de 6 km² se tornou a capital dos nabateus.

Em 106 d.C o Império Romano se anexou ao reino nabateu. Ao longo dos tempos as estruturas da cidade foram modificadas, transformadas ou até mesmo destruídas pelos romanos.

No entanto Petra está localizada entre duas falhas geológicas: Arábica e de Sinai.

Até que em 363 d.C um grande terremoto destruiu grande parte da cidade e seus monumentos. Os efeitos desse desastre natural foram catastróficos, interrompendo todo fornecimento de água, o que ocasionou uma mudança da rota comercial e consequentemente o declive do império nabateu. Lentamente Petra foi sendo abandonada e desde então sua localização  ficou desconhecida por anos.

Ficou esquecida por aproximadamente 1.200 anos (exceto para os beduínos da região), até ser redescoberta  em 1812 pelo explorador suíço Johannes Burckhardt. Para convencer um beduíno a levá-lo até a cidade perdida, ele teve a ideia de se vestir como um árabe.

As escavações iniciaram por volta 1920 e depois disso, Petra ficou cada vez mais conhecida no ocidente,  atraindo visitantes de todo mundo.

Apelidada e também conhecida de "Cidade Rosa", pela coloração da rochas onde foram esculpidos seus monumentos.

Os nabateus costumavam enterrar seus ancestrais em tumbas nas montanhas. Além disso o parque arqueológico tem templos, teatro, um centro romano e uma influência bizantina com uma avenida repleta de colunas e igrejas.

Para que seu planejamento saia perfeito,  extremamente necessário você ficar ciente sobre algumas questões do país.



Onde fica Petra?

Jordânia
Entrada do Parque Arqueológico de Petra, Jordânia.

Localizado cidade de Wadi Musa, oeste da Jordânia, a três horas e meia da capital Amman/ Amãm
A Jordânia é um país do Oriente Médio que faz fronteira com Israel, Palestina, Síria, Iraque e Arábia Saudita.


Moeda na Jordânia:

Jordânia
Bandeira da Jordânia


O país não é um destino barato. Acreditem a moeda do país, o Dinar Jordaniano, atualmente vale  mais que o dólar.
Na época que visitamos fev/2020: 1 dinar = 0,69 dólar americano.
Hoje Jun/2020 : 1 dinar= 1,41 dólar americano.

O valor da moeda foi justamente um dos quesitos da nossa curta passagem pelo país.



Imigração na Jordânia:



Antes de passar na imigração é necessário passar no guichê para pagar e pegar o visto de entrada no país. Só aceitam pagamento em espécie da moeda local. 

Antes da imigração tem um guichê de câmbio.


Valor: 40 JOD ( aproximadamente 56 dólares) - Fevereiro/2020




Maneira de economizar com o visto da Jordânia:



Se você irá permanecer no país no mínimo 3 noites e 4 dias, a dica é adquirir o Jordan Pass pelo site. 

É um passe que incluí o visto + ticket de entrada em Petra + entrada em aproximadamente 40 atrações do país. 

É uma forma que o governo criou para estimular o turismo no país com ótimo custo x benefício. No final o visto fica isento e sai muito mais em conta. 

Para isso é necessário comprar o passe antes de chegar na Jordânia, pelo site  e imprimir o voucher. Validade é de 12 meses após a compra.

Existem 3 tipos de Jordan Pass , difere pelo preço (70 a 80 JOD) e pelo número de dias visitados em Petra.

O básico é o Jordan Wanderer que inclui:

➧ 1 dia de visita em Petra;
➧ Entrada em aproximadamente 40 atrações pelo país;
➧ Isenção do visto.

Valor: 70 JOD (aproximadamente 100 dólares).

Para você ter uma ideia: visto de entrada 40 JOD + 1 dia em Petra: 50 JOD = 90 JOD . Você economiza 20 JOD e ainda tem mais 40 atrações no país para visitar.



Como chegar em Petra?

Jordânia
Letreiro na entrada do Parque Nacional de Petra.

Vou ter falar que essa foi a tarefa mais difícil do planejamento da viagem na Jordânia. Era nossa primeira viagem a um país árabe e não sabíamos nada sobre a segurança, condições das estradas e idioma.


➧ Ônibus:

Primeiro pensamos em ir de ônibus, que parte do terminal rodoviário da capital, porém eles tem horários fixos e teríamos que dormir em Amman. Como nosso roteiro estava apertado, descartamos essa alternativa.

Pelo que li e me informei, existem dois tipos de transporte:

⇰ Ônibus Jett:
Ida para Petra: 6h30
Retorno Amman: 17h

⇰ Ônibus populares: 
Funcionam entre 9 e 16h e são mais simples. Utilizado mais por locais e só parte com uma certa quantidade de passageiros.



➧Transfer privado:


Depois optamos em contratar um transfer Amman-Petra-Amman, no qual seria muito cômodo. Entramos em contato com uma empresa muito bem avaliada de Ammam, Local trips . Eles foram super solícitos e nos responderam rapidamente via e-mail.  No caso chegamos a reservar o transfer privativo em van com motorista particular aeroporto Amman-Petra-aeroporto Amman. 


➧Alugando carro:


Porém quanto mais a viagem se aproximava, mais informações conseguia com viajantes que foram de Amman para Petra de carro. Todos que alugaram carro foram unânimes em dizer que era super tranquilo. Outro fator que nos influenciou, foi a autonomia de visitar outros lugares no país, como o Mar Morto, Rio Jordão onde Jesus Cristo foi batizado, Monte Nebo, Madaba e a própria capital Amman.

Chegamos no aeroporto internacional de Amãn, vindo da cidade do Cairo, Egito, e dali mesmo pegamos o carro alugado com antecedência pelo site da Rentcars. O legal é que reservamos com alternativa de cancelamento grátis e tanque cheio, pagando em real isento de IOF. Pegamos o carro na loja do aeroporto e partimos direto para Petra, com a ajuda do Google Maps.


Alugue seu carro na Rentcars, pague no Brasil sem cobrança de IOF. Reserve pelos banners do blog, recebemos uma pequena comissão e você não pagará nada a mais por isso. Obrigado.







Algumas observações sobre dirigir na Jordânia:


Visitamos o país num período que as estradas de Amman para Petra estavam em obra. Tem muita sinalização, tanto em árabe como em inglês, porém fique atento ao limite de velocidade que muda a todo momento. Entre uma curva e outra o limite mudou de 90 km para 65 km, e "coincidentemente" os policiais estavam após a curva. Não deu outra, levamos uma multa de 20 dinar. 

Pelo que observamos, esse episódio de multas acontece com muita frequência, em especial com turistas. 

A multa pode ser pago diretamente aos policiais ou na locadora no momento da entrega do carro. Como somos brasileiros e ficamos receosos em pagar aos policiais, preferimos acertar na locadora. Mais uma vez nos demos mal, pagando na locadora o valor é mais alto, ou seja, nosso prejuízo passou a ser 35 dinar.

Estradas tem poucos postos de gasolina e lojas de conveniência.



A cidade de Wadi Musa ou Petra:

Jordânia
O Parque de Petra fica localizado na cidade de Wadi Musa.

Uma cidade pequena, porém bem agradável e toda preparada para receber os turistas que desejam conhecer o parque arqueológico. Com muitos restaurantes, hotéis, pousadas, comércio com lojas de souvenirs e casas de câmbio. O centro da cidade, fica aproximadamente 1km da entrada do parque, porém o acesso ao local apresenta ladeiras bem íngremes, o que torna o caminho bem cansativo. 


Petra
Wadi Musa, cidade onde fica Petra.



Hospedagem em Petra:

Petra
Hotel em Petra, adoramos a hospedagem.

Petra Sky Hotel

Localizado no centro da cidade, paralelo a uma das ruas principais. Como estávamos com carro alugado, o deslocamento para o parque arqueológico foi perto e fácil. Comparado com outros hotéis da região, tem um valor aceitável e é bem aconchegante. 
Li muitos relatos com reclamações de hospedagem em Petra. Portanto vale a pena pesquisar bastante.
Sem contar com a simpatia do dono, um senhor super atencioso chamado Misael. 

Dizem que toda viagem, você conta com um anjo, então, desta vez o senhor Misael foi o  nosso eleito. Lembra que falei da nossa bagagem extraviada? 

Então ele abraçou a nossa causa e desespero, ligou para o aeroporto, rastreou nossas malas e ainda solicitou que fossem entregues no hotel, o mais rápido possível. 
Para completar tamanha simpatia, no dia que partimos ele nos presenteou com um imã de Petra para cada um de nós.



Petra
Não poderíamos deixar de registrar nosso anjo da viagem,
sr Misael dono do Petra Sky Hotel

O Petra Sky  tinha acabado de receber uma obra de revitalização e estava zerado, inclusive as suítes, que são bem amplas, limpas e arejadas. É um hotel pequeno, porém muito bem cuidado. Café da manhã não tem muita variedade, mas é bem servido em um salão localizado no terceiro andar e vista para a cidade.


Petra
Suite do Petra Sky Hotel.

Petra
Banheiro Petra Sky Hotel.


Outros hotéis em Petra/ Wadi Musa, indicado por leitores, amigos e viajantes.

Shaqilah Hotel
Petra Aretas Hotel
La Maison Hotel
Petra Plaza Hotel
Petra Corner Hotel
Town Season Hotel
Petra Marriot Hotel



*Reserve seu hotel usando os banners do blog e os links deste post,  ganhamos uma pequena comissão e você não pagará nada a mais por isso. Obrigada.



Visitando o Parque arqueológico de Petra, na Jordânia:


Madrugue, essa é a palavra chave para visitar o parque com tranquilidade, curtir o local vazio e registrar cada canto da cidade rosada. 

O parque abre as 6:30h e se você deseja explorar o máximo dessa joia vermelha da Jordânia com tranquilidade, chegue cedo!

Em frente ao parque tem um estacionamento totalmente grátis.

Dirija-se para a bilheteria e adquira seus tickets de acordo com o número de dias. Ali mesmo você pode pegar seu mapa gratuitamente.  Nele encontramos muitas informações sobre os monumentos, extensão e nível de esforço das trilhas.


Petra
Mapa de Petra, tem em algumas línguas, menos português.



Valor de entrada em Petra:

Fevereiro/2020

1 dia: 50 JD
2 dias: 55 JD
3 dias: 60 JD


Petra by Night: 17 JD (valor refere-se ao passeio no parque a noite) .

Geralmente ocorre as segundas, quartas e quintas. O passeio vai até o Tesouro, que fica todo iluminado com lamparinas, dando um visual surreal de lindo. Gostaríamos muito de participar, mas o cansaço e o frio de zero grau nos impediu. 



Tour em Petra:


Após a entrada do complexo, a caminhada começa por uma estrada de terra batida de 500 metros  passando por alguns monumentos:


➧Tumba dos Obeliscos: 

Tumba com 4 pirâmides esculpidas na rocha, construída pelos Nabateus no século I d.C.
Jordânia
Tumba dos Obeliscos, Petra- Jordânia



➧Siq:

Jordânia
Entrada do Siq, o gigantesco desfiladeiro de Petra.


Cânion estreito com 1,2 km de extensão, formações rochosas de 80 metros de altura, resultante da erosão natural das montanhas.

As paredes da Siq indicam como os nabateus controlavam o fluxo de água que abastecia a cidade. Isso porque dá para observar um canal esculpido, onde passava um rio, de 1.200 metros de extensão, que vai da Siq até o Tesouro.

Os canos de argila foram estrategicamente montados nos penhascos, assim a água corria naturalmente até o centro da cidade, sem qualquer obstrução e poderia subir até pequenos declives.

Como se não bastasse a beleza e grandiosidade do local, o final do desfiladeiro/Siq é descortinado com o impactante cenário do Tesouro.


Jordânia
Final do Siq com a vista do Tesouro.




➧Tesouro / Al Khazneh:

Jordânia
Tesouro, um dos cartões postais de Petra e do mundo.

Monumento esculpido no século I, em um penhasco de arenito de 80 metros de altura,  para servir de mausoléu de um rei. Com 40 metros de altura e 30 metros de largura, essa estrutura é repleta em detalhes que mostram a influência das arquiteturas grega e egípcia. As colunas altas são ornamentadas com capitéis ( extremidade superior de uma coluna) coríntios (em forma de folhas).

A entrada é ladeada por estátuas da mitologia grega.
No segundo andar avistamos estruturas das divindades egípcias e gregas desgastadas por dois mil anos de erosão. 
Seu interior há 3 compartimentos, porém sem detalhes, com paredes completamente lisas.  Vale lembrar que é proibido entrar no monumento.

Acreditam que essa magnífica obra foi construída em 2 anos.
Até hoje sua função é um mistério, historiadores especulam que foi uma tumba de um grande rei nabateu, Aretas  IV.

A dica é: Explore o máximo do local.


Jordânia
Tesouro, Petra- Jordânia


Jordânia
O imenso salão onde está o Tesouro, um dos cartões postais de Petra.



➧Mirante do Tesouro:

Jordânia
Tesouro visto de um dos mirantes de Petra- Jordânia.


Explore os mirantes que ostentam uma vista panorâmica do local, tem para todos os graus de dificuldade. Escolha o seu e encante-se com a vista.

Como gostaríamos de explorar o máximo de todo o parque de Petra, preferimos subir em um de fácil acesso, o que nos proporcionou um visual incrível. O acesso é pelo lado direito do Tesouro, de frente para  o acesso a Avenida das Fachadas.



Jordânia
Acesso para Avenida das Fachadas em Petra- Jordânia.
 


➧Avenida das Fachadas:

Jordânia
Vista panorâmica da Avenida das Fachadas em Petra- Jordânia.

Um dos locais mais importantes da capital dos nabateus, onde encontramos uma expressiva quantidade de tumbas talhadas nos desfiladeiros.


Jordânia
Petra- Jordânia


Jordânia
Camelos, um dos meios de transporte de Petra. Os outros são cavalos e caroças. 


➧Teatro 

Jordânia
Teatro, Petra- Jordânia

Único teatro no mundo construído diretamente na rocha. Tinha uma capacidade de até 4.000 pessoas.
Jordânia
Petra- Jordânia




➧Tumbas Reais

Jordânia
Petra- Jordânia


Quatro tumbas construídas lado a lado  na beira do precipício, zona central da cidade.
Tumba da Urna, Tumba da Seda, Tumba Corintia e Monumento do Palácio.


Jordânia
Tumbas Reais ao fundo. Petra - Jordânia


➧Avenida das Colunas

Jordânia
Petra - Jordânia

Construída pelos nabateus e posteriormente restaurada pelos romanos, durante seu período de ocupação. Era a principal avenida comercial de Petra.



➧Grande Templo:

Foi o centro administrativo ou parte pública do palácio real com 18 metros de altura e 28 metros de largura. É um dos maiores monumentos arqueológicos da parte central de Petra.
Hoje encontra-se em ruínas.


➧Templo Qasr al-Bint:


Considerado o templo mais importante de Petra com 23 metros de altura, construído na primeira metade do século I d.C. Foi palácio da filha do faraó e também o maior local de prática religiosa da cidade.

Vários terremotos atingiram Petra e levaram a destruição de monumentos que não foram construídos nos penhascos, exceto o Templo de Qasr Al- Bint. 


Jordânia
Petra - Jordânia

A partir deste ponto começa uma caminhada bem cansativa, até chegar no alto da colina onde está o Monastério de Petra. Caminho estreito,  íngreme com aproximadamente 800 degraus de rocha. Por experiência própria, não é fácil chegar lá. Portanto prepare-se fisicamente para tal experiência, porque vale muito a pena. 



Jordânia
Caminho para o Monastério- Petra- Jordânia



Jordânia
Caminho para o Monatério em Petra. Observe ao fundo as Tumbas Reais.


Jordânia
Escadaria para o Monastério de Petra, Jordânia



➧Monastério/ Ad Deir:


Jordânia
A grandiosidade do Monatério, Petra - Jordânia

Um dos monumentos mais incríveis e misteriosos de Petra, por conta de sua grandiosidade e localização geográfica de 
tão difícil de acesso, no alto de uma colina. 
Construído em 3 a.C para ser uma tumba nabateia. Um monumento colossal, também esculpido em pedra tem 48 metros de altura e 47 metros de largura.

A parte externa é menos ornamentado que o Tesouro, porém a semelhança são as colunas que ligam os dois andares e a urna de 10 metros de altura.

Durante o período cristão foi transformado em um monatério.

Em 1991 foi encontrado uma inscrição onde dizia: "O simpósio de Obodas, o deus". E segundo historiadores essa descoberta indica que o monumento pode ter sido dedicado ao rei nabateu Obodas I. A tumba também tem algumas cruzes esculpida nas paredes, o que simula que o local pode ter sido reutilizado como igreja bizantina.


Também vale a pena explorar cada ângulo da região.


Jordânia
Petra - Jordânia
Jordânia
Monastério de  Petra - Jordânia 




➧Mirante do Monastério:


Chegando no Monastério, descanse um pouco. Depois não deixe de caminhar mais uns 10 minutos colina acima. Tenho certeza que não se arrependerá de ver todo visual incrível do monumento e a região de Wadi Musa.



Jordânia
Vista panorâmica do Monastério de Petra - Jordânia


Melhor época para visitar Petra:


Não menospreze o verão e o inverno de Petra. Essas duas estações tem temperaturas extremas, capaz de atrapalhar a sua visita.

Nós visitamos no inverno (Fev/2020), pegamos temperaturas variando de zero grau (noite) a 22 graus (durante o dia). Portanto para as caminhadas no parque, até que foi tranquilo.
Já o verão, dizem ser insuportável, podendo bater os 45º tranquilo. Imagine você caminhar no deserto, com pouquíssima sombra numa temperatura extremamente quente?

Diante do acima exposto, considero que as melhores épocas são a primavera e o outono.

O importante é levar bastante água e usar roupas e calçado confortável.


Quantos dias em Petra?

O parque apresenta em torno de 264 metros quadrados. Para conhecer grande parte das ruínas e percorrer algumas trilhas, o ideal são dois dias e mesmo assim é recomendado chegar bem cedo. Prepare os pés, coloque calçados e roupas confortáveis e prepare-se para grandes caminhadas.

Passamos 3 na cidade, portanto deu para visitar o parque em 1 dia e meio. Escolhemos os principais locais e percorremos a trilha até o Monastério (uma das maiores e mais cansativas).

Dia 1:
Chegamos as 7:30 fizemos e saímos do parque as 16h. O dia começou chovendo e depois foi abrindo.


Dia 2:
Chegamos as 7h e saímos as 10h, porque partimos da cidade as 11h. Neste dia o tempo estava completamente aberto.


Dicas: 

💬 Roupas e calçados confortáveis, nunca é demais falar. O parque é de terra batida e imenso.

💬 Leve garrafa de água, sanduíches e biscoitos. Você até encontra algumas barracas espalhadas pelo parque, mas o valor das mercadorias é bem alto.

💬 Não menospreze as estações: primavera e verão. Ambos tem temperaturas extremas. Portanto vá preparado. 
Visitamos no inverno e fomos preparados: casacos, luvas, gorro e etc. Durante o dia vai esquentando e com a caminhada ficou tranquilo.
Porém dizem que no verão é insuportável de calor, podendo ultrapassar os 45º. Segundo relatos alguns visitantes passam mal e não conseguem realizar longas caminhadas. 

💬 Vale a pena comprar souvenirs nas barraquinhas do parque, porque achamos muito mais em conta em relação as lojinhas da cidade. Na Avenida das Fachadas tem várias. Quanto mais longe você caminhar, mais em conta são os souvenirs.

💬 Visite Petra em pelo menos 2 dias. O parque é gigante. Além do mais você conta com a previsão do tempo. No nosso caso, pegamos 1 dia nublado e o outro com Sol lindo.

💬 A Jordânia é um país lindo e incrível. Claro que Petra é a cereja do bolo, mas o país oferece muito mais de história e beleza.


Tente ficar ao menos 5 dias e visite:


O que fazer na Jordânia:


Amman :

A capital da Jordânia: Cidadela de Amman e Teatro Romano.


Monte Nebo

Segundo a Bíblia, o local sagrado onde Moisés avistou a Terra Prometida ou Terra Santa e onde estaria a Arca da Aliança.
Em dias de céu limpo é possível avistar o Rio Jordão, Mar Morto, Jerusalém e Jericó.

Outras atrações locais: Uma capela, mapa da Terra Prometida e uma oliveira plantada  em 2.000 pelo Papa João Paulo II.



Mar Morto

Jordânia
Mar Morto- Jordânia. Do outro lado Israel.


Ponto mais baixo da Terra, com aproximadamente 430 metros abaixo do nível do mar. Se estende por Israel e a Jordânia e sua salinidade é 34% mais alta que os oceanos, sendo possível boiar com tranquilidade. 
No lado da Jordânia tem vários resorts e se você tiver tempo no seu roteiro, vale ficar uns dois dias.

Amman Beach: Um local da região onde você paga 20 JD por pessoa com direito a: espreguiçadeira, chuveiro e barraca. Você até pode entrar de biquíni, mas acho que não se sentirá bem. Porque o local é muito frequentado por jordanianos. Recomendo usar short.

Também tem uma área pública bem mais simples e a entrada é grátis. Essa foi nossa opção, pois conhecemos de passagem, quando retornamos de Petra para Amman. Vale lembrar que 99% dos frequentadores são jordanianos, portanto irão ficar te observando o tempo todo. Eles usam o local para piqueniques e deixam bem sujo. Nós não tomamos banho, estava bastante frio e visitamos no final do dia. Importante, não pode entrar de biquíni. 



Rio Jordão onde Jesus foi batizado (The Baptismal of Jesus Christ):


Jordânia
Rio Jordão, Jordânia. Local onde Jesus Cristo foi batizado.

O local  onde Jesus foi batizado. Um local de muita história e para quem é cristão, vale muito a pena. Localizado numa área militar na fronteira entre a Jordânia e Israel. Você deixa o carro no estacionamento e pega um ônibus com guia.
Valor: 12 JD por pessoa.

Jordânia
Rio Jordão do lado da Jordânia. Do lado oposto fica Israel.

Madaba

Cidade onde encontramos a Igreja do Mapa / Ortodoxa de St George. 


Jerash:

Sítio arqueológico localizado a 1 hora de Amman. É considerado o maior sítio arqueológico romano fora da Itália.
Valor: 10 JD


💬 Acompanhe todas as nossas viagens no nosso perfil do Instagram @blogfourtrip , onde você encontra vídeos no destaque e fotos no feed.


Jordânia
Instagram @blogfourtrip



💬 E se você deseja deixar esse post guardadinho, salva no  Pinterest Fourtrip .


Jordânia
Pinterest Fourtrip



Acompanhe nossas viagens pelas redes sociais:



      FACEBOOK  /   INSTAGRAM  /  

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Compartilhe conosco suas dúvidas, comentários e dicas. Será muito importante para o Fourtrip. Terei o maior prazer em responder.