28/06/2018

ÁFRICA DO SUL, ROTEIRO DE 12 DIAS



África
As belezas da África do Sul: Cape Town, Kruger National Park, Joanesburgo, Pretória e Cape Agulhas.
Como não amar a África do Sul! ❤

Um país com  variadas atrações: praias, montanhas, vinícolas, safáris, animais selvagens, cidade, campo, trilhas, museus,  cânions, rotas panorâmicas, cachoeiras e muita, muita história. Cada vis(i)ta é um flash! 

Realizamos um inesquecível roteiro pela África do Sul conhecendo: Cape Town, Cape Agulhas, Joanesburgo, Pretória, Rota Panorâmica em Blyder River Canyon  e o maior parque natural de safári do país, o Kruger National Park localizado na província de Mpumalanga.

Leia o post e confira:
Roteiro de viagem África do Sul.
O que conhecer na África do Sul.
Atrações na África do Sul.

Foram 12 dias vividos intensamente, experiências distintas, deslocamento aéreo de norte a sul do país  e duas road trip totalizando mais de 2.000 km rodados.
Cenários incríveis e experiências até então desconhecida por nós.

Você encontra todo planejamento de viagem a África do Sul neste post: 👇👇👇👇
Tudo que você precisa saber antes de viajar para África do Sul.

Roteiro de 12 dias na África do Sul:

➤Dia 1:

● Chegada Aeroporto internacional de  Cape Town (14:05).

Pegamos o carro alugado na locadora, no aeroporto mesmo e partimos para Sea Point, bairro do Hotel Inverness.


Nosso deslocamento na cidade foi inteiramente com carro alugado.

Alugue seu carro na Rentcars.com, pague no Brasil sem cobrança de IOF. Reserve pelos banners do blog, recebemos uma pequena comissão e você não pagará nada a mais por isso. Obrigado.
                      


Ótima localização, bairro tranquilo, aos pés da montanha Signal Hill, próximo (de carro) de V&A Waterfront e praias. Hospedagem estilo apart hotel com dois quartos, sala, cozinha, banheiro e estacionamento próprio. 
Realizamos o check in e aproveitamos o período da tarde  para conhecer um pouco da cidade.


*Reserve seu hotel no Booking.com com alternativa de cancelamento grátis. Reservando pelos links ou banners deste blog recebemos uma pequena comissão e você não pagará nada a mais por isso. Obrigada.

                      


● Green Point Stadium.

Estádio de futebol de Cape Town onde aconteceram alguns jogos da Copa do Mundo de 2010. Localizado bem próximo de V&A Waterfront.
Cape Town
Green Point Stadium, Cape Tonw, África do Sul.

● V&A Waterfront. (tarde e início da noite).

Cape Town
V&A Waterfront, Cape Town, África do Sul.
Victoria & Albert Waterfront, um dos pontos turístico mais famosos de Cape Town. Um centro de entretenimento com shopping, museus,  a famosa roda gigante de Cape Town e o Aquário Two Oceans. Localizado  de frente para o mar, com uma vista privilegiada para as montanhas, entre elas a famosa Table Mountain. É de lá que saem os passeios para Robben Island. É um lugar que vale a pena  visitar várias vezes em qualquer hora do dia.

No V&A tem um passeio de barco tipo sightseeing, #ficaadica.

Trocamos moeda em um quiosque localizado no interior do shopping e depois circulamos por toda extensão do V&A.

Estacione o carro em frente ao  V&A no Portswood Parking Garage. É tipo aqueles edifício garagem. Basta pegar o ticket e na saída pagar na máquina.


Moldura gigante para fotos em V&A.
Cape Town
Moldura gigante no V&A Waterfront, Cape Town, África do Sul.
Atração bem turística e encontrada em vários locais do país, impossível resistir a essa foto clichê. Em Cape Town encontramos nos seguintes locais:

*V&A Waterfront;
*Signal Hill;
*Robbin Island.


➤Dia 2:

Table Mountain ou montanha de mesa:

Cape Town
Table Mountain, um dos principais cartões postais de Cape Town, África do Sul.
Considerada uma das Sete Maravilhas Naturais do Mundo, esse famoso ponto turístico de Cape Town possui 1085 metros de altura, recebeu esse nome porque seu topo tem um terreno  plano e amplo com trilhas que oferece vista para vários pontos da cidade. 
Por onde você passe, com certeza verá essa montanha.  Aliás, foi a primeira coisa que visualizei da janela do avião.

Dica: Tempo amanheceu bom? Corra logo nos primeiros dias para Table Mountain, caso contrário você correrá o risco de não conseguir visitar, porque eles fecham quando o tempo fica ruim. Seu acesso é através de um teleférico giratório.

Estacione ao longo da Tafelberg Road bem próximo do acesso ao teleférico.
Levamos uma manhã inteira nesta atração, que vale super a pena.

● Long Street: 

Avenida famosa e comercial localizada no centro da cidade,  com restaurantes africanos e várias lojas de souvenirs com preços bem em conta. É o local ideal para comprar  lembrancinhas. 
Estacionamos o carro  ao longo da rua, sistema bem parecido com o aqui no Brasil, basta pagar ao funcionário da prefeitura.

● Almoço -  Restaurante Mama África: Bem conhecido entre os turistas, temático com gastronomia africana. Adoramos.

Endereço: 178, Long Street, Cape Town 8001.

Depois de circular pelas lojinhas e fazer umas comprinhas na Long Street, pegamos o carro e fomos visitar Bo-Kaap. Dá para ir andando, uns 15 minutos, mas fomos de carro e estacionamos próximo.

● Bo-Kaap:


Cape Town
O colorido bairro de Bo-Kaap, Cape Town, África do Sul.
Bairro das famosas casinhas coloridas do século XIX. É uma passeio cultural que vale a pena conhecer esse bairro charmoso que em 1700 foi de escravos vindos da Índia e Indonésia. Em 1844 passou a ser um bairro islâmico com o surgimento de mesquitas, permanecendo até os dias de hoje.


Tarde: Praias.

●Clinfton Beach: 

Praia que fica em um bairro sofisticado com casas e hotéis belíssimos.  Localizada entre  Camps Bay e Sea Point.

●Camps Bay: 

Cape Town
Praia de Camps Bay, ao fundo as montanhas Twelve Apostles, Cape Town, África do Sul.
Um dos cartões postais e uma das praias mais bonitas de Cape Town (não deixe de conhecer), tem uma vista incrível para as  Twelve Apostles  ou Doze Apóstolos , uma cadeia de montanhas com  17 picos, não consegui descobrir o porquê chama-se Twelve...

Vale lembrar que as praias sul africanas são lindíssimas, mas a água não é para brasileiro! Sabe porquê?
Geladíssima!!!!! O máximo que fiz foi  molhar as pontinhas dos dedinhos. Nem tudo é perfeito!


● Pôr do Sol no mirante da praia de Camps Bay.

De frente para a praia tem um mirante com estacionamento do lado direito, em direção a Clinfton Beach. Vale a pena contemplar esse momento, é divino. 360º de paisagens lindas: Mar, praia, Twelve Apostles e Signal Hill.
Cape Town
A incrível vista do pôr do Sol no mirante de Camps Bay, Cape Town, África do Sul.


➤Dia 3: 

 Manhã: 

●Cape Agulhas: 

África do Sul
Cape Agulhas, aula de geografia e história ao vivo e a cores. África do Sul.
Cabo localizado mais ao Sul do continente Africano, também conhecido como Cabo das Tormentas e onde os Oceanos Índico e Atlântico se encontram.
Talvez esse passeio foi a grande loucura da viagem e poucas pessoas tem coragem de fazer um bate-e-volta com quase 500 km, mais ou menos 3 horas de ida e mais 3 de volta. Mas sabe quando você está "tão perto" (pensando em relação a distância da África do Sul- Brasil) daquele lugar que tanto estudamos nas aulas de geografia? Queríamos muito conhecer, então em viagem, vale realizar uma vontade, basta querer...
Saímos do hotel às 7 da manhã, desta maneira conseguimos incluir outro passeio em Cape Town na período da tarde.
O local é um pouco enrolado de encontrar. Coloque no GPS Cape Agulhas e quando chegar na cidade, continue seguindo as placas em direção a praia (+- 30 minutos), depois continue até o final da estrada, pronto chegou! 😂

Não espere encontrar um lugar lindo, o local conta com apenas um farol (Cape Agulhas Lighthouse), com 71 degraus, onde paga-se 28 rands para subir e a praia com a placa sinalizando o encontro dos oceanos. Achei bem interessante.

Depois do farol pegue uma estradinha de terra pela beira da praia até encontrar o monumento que marca o encontro dos oceanos. Aproximadamente 1 km de distância, pode ir caminhando ou de carro.

Não passamos mais que uma hora em Cape Agulhas. Retornamos para Cape Town e fizemos um stop na estrada onde almoçarmos.


 Tarde:



● Kirstenbosh Botanical Garden : 

Cape Town
Kirstenbosh Botanical Garden, verde e vista para Table Mountain. Cape Town, África do Sul.
Famoso jardim botânico de Cape Town. Localizado em um bairro sofisticado de Cape Town aos pés da Table Mountain,  vale muito a pena visitar. Reserve pelo menos duas horas para caminhar com tranquilidade. Procure a ponte suspensa que passa entre as árvores.
Valor:
Adultos: R65
0-17 anos: R15


●Signal Hill:

Cape Town
Signal Hill, vista para o mar e a cidade de Cape Town, África do Sul.
Montanha que oferece um visual lindíssimo da cidade e do mar. Procure visitar próximo ao horário do pôr do Sol, é incrível, todos sentam-se em um mirante e observam o astro rei entrando no mar. Não precisa fazer trilha, tem estacionamento grátis no local.

Também encontramos o gigantesco quadro de moldura com a Table Mountain ao fundo.
Cape Town
Moldura gigante em Signal Hill: ao fundo Table Mountain. Cape Town, África do Sul.


➤Dia 4: 

As oito e trinta da manhã já estávamos no carro, porque o dia prometia, realizamos um circuito pelas praias da cidade passando pelo Cabo da boa Esperança.
Neste dia também passamos pela famosa estrada cênica Champman`s Peak Drive.
Para não perder o caminho mais bonito, marque no GPS a praia de Hout Bay, onde começa a estrada Chapman`s Peak Driver.

● Praia de Sea Point:

Praia localizada no mesmo bairro da nossa hospedagem, dava para ir caminhando.
Parada para tirar foto na gigantesca estrutura de ferro em forma de óculos, localizada na extremidade da praia em direção ao V&A.
Cape Town
Sea Point e sua atração mais famosa, óculos gigante. Cape Town, África do Sul.

 

● Hout Bay.

Cape Town
Hout Bay, uma das praias mais bonitas de Cape Town, África do Sul.

Localizada em uma enseada,  tem um visual lindo, com águas calmas e dunas de areia fina e branquinha. Só faltou a água quentinha...

● Chapman`s Peak Driver:

Cape Town


Estrada cênica que liga Cape Town ao Cabo da Boa Esperança. Tem um visual lindíssimo com mirantes onde é possível parar e contemplar o cenário. Início  logo após a praia de Hout Bay.
Cape Town
Mirante com vista para Hout Bay, Cape Town, África do Sul.
Valor do pedágio:
Carro normal: 45 rands somente ida. Caso retorne por ela terá que pagar novamente.

Horário de circulação:
Outubro a Março: 6 às 20h
Abril a Setembro: 7 às 18:30 h


● Mirante Noordhoek Beach.

De quem vem de Cape Town a Chapman`s  Peak acaba  em um mirante com vista para praia de Noordhoed. Vale a pena parar e apreciar o visual desta extensa e primitiva praia.
Cape Town
Continuando na estrada em direção ao Cabo da Boa Esperança, você terá que fazer uma grande volta passando por Boulder Beach. Olhando no mapa parece perto, caso tivesse uma estrada que  cortasse o caminho, mas não é bem assim e a viagem acaba ficando  bem comprida. Passamos direto até o Cabo da Boa Esperança (mais uns 20 minutos de estrada sinuosa) e no retorno  paramos na praia do pinguins (Boulder Beach).

●Cape of Good ( Cabo da Boa Esperança): 


Localizado dentro de um parque nacional que pertence ao  Table Mountain National Park.

Erroneamente muitos pensam que é o local onde acontece o encontro dos Oceanos Índico e Atlântico, mas na realidade é apenas o ponto mais a sudoeste do continente africano.

Logo na entrada do parque passamos na guarita de pagamento:
Adultos: R145 .
Crianças (até 12 anos): R75 .


Atrações:

Fomos direto para  Cape Point, onde encontramos o farol e depois passamos em Cape of Good, onde tem a placa na beira da praia.

➤ Cape Point:

 África do Sul
Cape Point, Cape Town,  África do Sul.


Localizado no alto da montanha, aproximadamente 230 metros de altura, onde tem o farol.
No local tem banheiros e lanchonete.

Para subir até o farol você tem duas opções:

*Caminhando: Aproximadamente 15 minutos, free.

*Funicular:
Valor:
Adultos: Ida/volta R70 ou apenas ida: R55
Crianças e idosos: R30 (ida/volta) ou R22 (uma viagem).

Como para descer todo santo ajuda, optamos por subir de funicular e descer pela trilha no intuito de curtir o cenário de outro ângulo.


De volta ao carro, descemos a montanha  pelo mesmo caminho, se não me engano logo após a segunda rotatória no lado esquerdo da pista tem uma pequena placa indicando a estrada de acesso a placa (Cape of Good Hope). Cuidado para não passar direto.


➤Placa Cape of Good Hope :

 África do Sul
Placa Cape of Good Hope,  África do Sul.


Localizada ao nível do mar, tinha uma pequena fila para fotografar e é só isso. O local venta bastante, mas vale registrar.
Saímos do parque, pegando a mesma estrada de acesso, passando por:

●Boulder Beach:


 África do Sul
Boulder Beach, praia mais fofa da  África do Sul.


 A  praia mais fofa de Cape Town, onde encontramos os famosos pinguins africanos.

Tem estacionamento, porém é pequeno.

Dois locais que podem ser visitado. Você paga um valor único, não tenho certeza, mas acho que pagamos R70 por pessoa, dá acesso a praia e ao mirante de observação.
Ambas são ligadas por uma passarela passando pela mata.

Praia:
Pode mergulhar (quem disse que tivemos coragem de entrar naquela água congelante?)
e chega perto dos poucos pinguins que tem por lá.


Mirante:
Não pisa na areia, os visitantes ficam num deck suspenso com  uma visão privilegiada da praia repleta de pinguins. Muito show.



● Almoço em Simon`s Town .

Pequena cidade localizada entre Boulder Beach e Muizemberg. Tem vários restaurantes charmosos. 

● Muizemberg Beach: 


A famosa praia dos surfistas, estampa as fotos de redes sociais pela beleza das casinhas coloridas  que servem como vestiários. 
 África do Sul




Tarde: 

●Vinícola Groot Constancia:


Cape Town
Groot Constancia, a charmosa vinícola mais antiga da África do Sul.

Fundada em 1685, é a vinícola mais antiga da África do Sul, localizada na cidade de Cape Town em  um dos bairros mais nobres da região.

Uma delícia conhecer esse lugar com uma atmosfera bucólica, para os apreciadores de vinho é possível pagar um ticket que dá direito a 5 degustações de vinhos + a taça com nome da vinícola. 
Mas lembre-se "se beber não dirija".


➤Dia 5:

● Robben Island:

Cape Town
Robben Island, prisão que virou museu, Cape Town,  África do Sul.
Tour pela ilha que já  foi base militar, hospital de leprosos e  prisão de segurança máxima  onde Nelson Mandela ficou preso por 18 anos.  Em 1997 tornou-se um museu e em 1999 foi declarado Patrimônio Mundial da Humanidade.
O barco sai de V&A Waterfront, não tem erro o prédio fica logo após a ponte.

O passeio é bem concorrido, por conta disso compramos os tickets antecipadamente no  site da Robbin Island. Oferecem três horários: 9, 11 e 13 horas.  Tempo de passeio: 3 horas.
Como queríamos curtir bastante o último dia de passeio na cidade, compramos no horário das 9.

Moldura gigante em Robben Island com vista para Cape Town:
Cape Town
Moldura gigante em Robben Island, vista para Cape Town.

Para ser sincera não achei um dos passeios indispensáveis de Cape Town. 

●Entrega do carro em Long Street,  últimas compras  nos arredores da Long Street.

 Retornamos de Uber para V&A Waterfront, onde almoçamos e curtimos o resto da tarde e início da noite.

Retorno hotel (Uber).


➤Dia 6: 

Partida de Cape Town, transfer com John da empresa de turismo Cape Town em Português , um sul africano que fala português e presta serviços de atendimento a turistas brasileiros. Como nosso voo saía bem cedo (7:30 da manhã), preferimos entregar o carro um dia antes.
Mas a estrada de Cape Town para o aeroporto é bem tranquila, porém como a pessoa aqui é desesperada com horários e ficou com medo de atrasar na entrega do carro, achei mais seguro essa opção.


Voo com saída de Cape Town às 7:30 e chegada em Joanesburgo 9:45.


Joanesburgo:

●Pegamos o carro na locadora (aeroporto) e partimos direto para o Kruger National Park- Skukuza, localizado na província de Limpopo, é o maior parque nacional do país com aproximadamente 20 mil km², fazendo fronteira com Moçambique.
aproximadamente 450 km de Joanesburgo. 

● Chegada  Protea Hotel by Marriott Kruger Park - 17h. Hotel bem localizado, ao lado da entrada do Kruger-Skukuza em meio a savana africana. Amamos e super recomendo.

● Jantar no hotel.



*Reserve seu hotel no Booking.com com alternativa de cancelamento grátis. Reservando pelos links ou banners deste blog recebemos uma pequena comissão e você não pagará nada a mais por isso. Obrigada.
                      

➤Dia 7:  

● Safári no Kruger Park: 

 África do Sul
Safári no Skukuza, Kruger National Park,  África do Sul.

Acordamos às 5 horas.
Safári de 6 às 16:30, almoço no restaurante  dentro do parque.
 África do Sul
Safári no Kruger National Park,  África do Sul.
●Final da tarde: relaxamento no hotel.

● Noite: jantar no hotel, e que jantar minha gente! Os detalhes vai ficar para o post específico sobre nossa experiência no Kruger Park.



➤Dia 8:

Manhã: Hotel.
Iríamos fazer o self driver no Kruger (safári com carro particular), mas estávamos exaustos do dia anterior e como o safári foi ótimo e conseguimos encontrar os Big Five, deletamos essa alternativa e resolvemos descansar.

●Check out hotel 11 horas.


Hazyview40 minutos de Skukuza.


Elephants Sanctuary 

Hazyview
Elephants Sanctuary, Hazyview,  África do Sul.


 Endereço: R536 Hazyview, Sabie Road Right, próximo a Casa do Sol Hotel.

Um santuário que protege e cuida de elefantes capturados por maus tratos.
O tour começa com uma breve explicação sobre a função do santuário e o estado que aqueles elefantes chegaram ali.
Depois nos levam para um espaço onde interagimos e tiramos fotos com dois elefantes adultos.
A terceira parte do tour tem duas etapas:
* Caminhar segurando a tromba do elefante + fotos.
* Subir em cima do elefante e dar uma curta caminhada. Esse dispensamos, porque achamos desnecesário. Pago a parte.
Também encontramos esse santuário de elefantes em mais duas  cidades da África do Sul: Plettenberg Bay e  Hartbeespoortdan.

Duração: 1 hora.
Horários: 8, 10, 13 e 15 horas.

●Almoço em Hazview.

Partimos para a cidade Nelspruit, cinquenta minutos de viagem.

● Hotel Mercure Hotel  na cidade de Nelspruit.


● Jantar McDonald`s.


➤Dia 9: 

● Panorama Route/ Rota Panorâmica: 

 África do Sul
Panorama Route, Byder River Canyon: Wonder View, Bourke`s Luck Potholes, Three Rondavels e God`s Window.
Deixamos a savana  para trás e o cenário mudou  totalmente. 
Estrada localizada na província de Mpumalanga na região do Blyder River Canyon.
Nunca imaginaria encontrar naquele país cenários repleto de cânions, cachoeiras, lagos, rios e florestas. Sem sombra de dúvida é um passeio espetacular.
Tem vários pontos de parada, mirantes e trilhas onde é possível  apreciar o visual. Alguns lugares é cobrado um pequeno valor de entrada.
Saímos cedo de Nelspruit e até o início da Rota Panorâmica foram aproximadamente 40 minutos. 
Reserve o dia todo para o passeio.

Vale um post específico sobre essa dia...

Atrações e pontos de paradas:

●Mas Mac Falls :
 Cachoeira: valor R10 por pessoa.

●Graskop :
Pequena cidade com uma feirinha na rua principal. Oficialmente é a porta de entrada para Rota Panorâmica.

●The Pinnacle Rock .

●God`s Window:
 Entrada R15 por pessoa. Trilha e mirantes. Tem uma feirinha na estacionamento. Melhor lugar para comprar lembrancinhas. Valores bem em conta.

●Wonder View: 
Cachoeira e mirante. Grátis.

●Lisbon Falls .

●Berlin Falls:
 Valor: R10 por pessoa.

Almoço em um restaurante da estrada chamado Potlick Boskombuis.

●Bourke`s Luck Potholes : 

Melhor de todos, não deixe de visitar!
Valor: Entrada R55 (adultos) e R20 (crianças).
Cachoeiras, piscinas naturais (pode entrar), mirantes e trilhas. 
Lugar espetacular. É lá que encontramos as formações rochosas que assemelham-se a Lua. Separe pelo menos 1:30 para essa parada. O local tem banheiros e lanchonetes.

Mais uma moldura gigante em Bourke`s :
África do Sul
             Moldura gigante na entrada de Bourke`s Luck Popholes. Blyder River Canyon, África do Sul.

●Three Rondavels View Point :

Mirante com vista para três formações rochosas que parece uma rondavel, casa africana em forma de funil. Pago.

Retornamos pelo mesmo caminho em uma viagem de 2h20.


● Chegada em Nelspruit:  17:30.

Estávamos muito cansados, jantamos  numa Pizzaria no Shopping ao lado do hotel. Fomos caminhando. 


A cidade de Nelspruit foi uma base de hospedagem para visitar a Rota Panorâmica, já que fica no caminho para o retorno a Joanesburgo. 


➤Dia 10: 


● Nelspruit- Joanesburgo, passando por:


● Pretória: 


Capital executiva da África do Sul, localizada a 60 km de Joanesburgo. Passamos na Union Square, onde tem uma  gigantesca estátua de Nelson Mandela e o Parlamento Sul Africano.
África do Sul
Union Square, Pretória, África do Sul.

● Maropeng : 


África do Sul
Maropeng e Sterkfontein Caves, África do Sul.

Significa: voltar ao local de origem.
Cradle of Humankind, berço da humanidade onde a primeira pessoa ficou em pé. Um museu que mostra toda história da humanidade. Declarado Patrimônio da Humanidade pela Unesco por abrigar fósseis de ancestrais humanos.
Adoramos.
Localizado a 40 km de Joanesburgo.

O local oferece duas atrações: Maropeng Sterkfontein Caves.

Valores:
Maropeng ou Sterkfontein:
Adultos: R165
Crianças (4 a 18): R97
Estudantes: R100

Maropeng + Sterkfontein Caver Tour :

Adultos: R190
Crianças (4 a 18): R125.


Compramos um combo que inclui o Museu e a caverna de Sterkfontein. Vale super a pena! Adoramos.

Vale lembrar que ambos não ficam no mesmo lugar. Para chegar em Sterkfontein você terá que retornar pelo mesmo caminho, aproximadamente 10 minutos de distância.



● Signature Lux Hotel Sandton em Joanesburgo, localização espetacular, ao lado do Nelson Mandela Square e Sandton City. #ficaadica .


● Jantar: Nelson Mandela Square.


➤Dia 11:

● Lion  Park:

Joanesburgo
Lion Park, Joanesburgo, África do Sul.
Reserva privada com leões e alguns outros animais selvagens. Localizado a 72 km de Joanesburgo. Pode fazer um safári no veículo do parque ou self drive.
Incluímos a visita aos filhotes de leões.



●Apartheid Museum.

Joanesburgo


Museu que conta os 46 anos da  história da segregação racial .
Na entrada já levamos um baque!
Entrada separada para negros e brancos.
Não é possível fotografar, mas é uma local que nos faz refletir bastante sobre o tema.


● Soweto:

 Estádio Soccer City, Orlando Towers, Vilazaki Street (Rua onde morou 2 prêmios Nobel da Paz), Walter Sisulu Square e Casa de Nelson Mandela.

Estávamos no último dia e o cansaço nos venceu! Além do mais vou ser sincera, no caminho, achamos que o cenário  não nos proporcionaria segurança, então resolvemos retornar para Joanesburgo.

Recomendo realizar um passeio com um empresa de turismo.

● Tarde :



● Shopping Sandton City:


 Localizado ao lado do hotel, apenas atravessávamos a rua e já estávamos no complexo que incluía Sandton City e Nelson Mandela Square.



● Noite:

● Nelson Mandela Square:

Centro de entretenimento com restaurantes, lojas e uma praça com uma imensa estátua de Nelson Mandela.
Joanesburgo
Nelson Mandela Square, Estátua gigante de Nelson Mandela , Joanesburgo.

➤Dia 12: 

 Acordamos mais tarde, arrumamos as malas, fizemos o check out e deixamos as bagagens dentro do carro no estacionamento do hotel. 

● Sandton City: últimas compras.

● Almoço Nelson Mandela Square.

● Aeroporto de Joanesburgo. Entrega do carro.

● Tchau África do Sul : 17:45.
Foi um prazer e desejamos retornar em breve.



Outros posts sobre viagem a África do Sul:



Dirigindo na mão inglesa na África do Sul.

Como é voar para África do Sul pela empresa aérea angolana TAAG.



*Reserve seu hotel no Booking.com com alternativa de cancelamento grátis. Reservando pelos links ou banners deste blog recebemos uma pequena comissão e você não pagará nada a mais por isso. Obrigada.


                      




Alugue seu carro na Rentcars.com, pague no Brasil sem cobrança de IOF. Reserve pelos banners do blog, recebemos uma pequena comissão e você não pagará nada a mais por isso. Obrigado.



Acompanhe nossas viagens pelas redes sociais:


    FACEBOOK  /   INSTAGRAM  /   G+ /  YOU TUBE




Saúde, paz e fé! 


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Compartilhe conosco suas dúvidas, comentários e dicas. Será muito importante para o Fourtrip. Terei o maior prazer em responder.