https://1.bp.blogspot.com/-eAuSLprPlpA/WsZnZYWGwRI/AAAAAAAApi4/vwC1s0xt3jo1imk0k8PhEBZdYyqy2XQsQCLcBGAs/s640/%25C3%2581frica%2Bsul.png

ÁFRICA DO SUL DICAS DE VIAGEM

Todas as dicas de viagem para a

 África do Sul.


África
África do Sul e várias experiências: Safári no Kruger Park e Cape of Good em Cape Town.
África, nossa estréia no continente africano não poderia ser melhor! 
África do Sul,  terra de Madiba, nome que os sul africanos chamam carinhosamente o maior líder da história do país, Nelson Mandela. Um país que por anos lutou pela igualdade e venceu o  regime de segregação racial, Apartheid. História e cenários deslumbrantes distribuídos em um território extenso que necessita de grandes deslocamentos.
Leia o post e descubra tudo o que você precisa saber antes de viajar para a África do Sul.

Posso dizer que foi uma das viagens mais tensas  que planejei, simplesmente porque queríamos conhecer o máximo das belezas naturais da África do Sul em apenas 12 dias!
Mas como somos daqueles que vivem a viagem bemmm antes, tivemos tempo suficiente para estudar bastante e decidir sobre nossas prioridades.

Quem nos acompanha sabe, aqui não tem essa de post pequeno! Até porque não consigo escrever pouco e acho que, para quem já conhece um destino, é fácil, mas daí lembro de como fica minha cabeça quando começo a estudar uma viagem e no caso da África do Sul não foi diferente, para dizer a verdade, pensei até em desistir, tamanha era a quantidade de  dúvidas. Acho que alterei o roteiro umas três vezes.
Resolvi escrever um post completão com dicas, planejamento e hotéis na África do Sul. Resumindo, todas as dicas de viagem para África do Sul, você encontrará aqui!


Planejamento de viagem para África do Sul.


Como chegar na África do Sul?

Viajamos pela TAAG- Compania aérea angolana. A empresa tem oferecido uma infinidade de promoções de passagens aéreas para a África do Sul. Para dizer a verdade, até pouco tempo atrás nunca tinha ouvido falar sobre esta empresa, fato esse que me deixou bastante apreensiva. Mas apesar de escalas e conexões a viagem foi bem tranquila.

Para saber detalhes sobre, como é voar para a África com a TAAG leia o post:
 Como é voar para África do Sul pela empresa aérea angolana TAAG.
África

*Ida: Brasil- África do Sul - 16:30

Rio de Janeiro- São Paulo (Guarulhos) : Escala de aproximadamente 1:30.

São Paulo- Luanda : Conexão.

Luanda - Cape Town (África do Sul): Chegada 14:05 (+1) . 


*Retorno: África do Sul- Brasil - 17:45

Joanesburgo - Luanda (capital de Angola): Conexão.

Luanda - São Paulo (Guarulhos): Escala.

São Paulo - Rio de Janeiro. Chegada: 07:10 (+1)


Outras empresas aéreas que voam para África do Sul saindo do Brasil: South African e Latam.


Destinos e atrações na África do Sul:

São muitos... mas... precisávamos selecionar as prioridades, o tempo era curto e os destinos eram incontáveis... 
Nos concentramos na cidade mais bela do país, Cidade do Cabo ou Cape Town, na experiência de vivenciar um safári no maior parque natural da savana africana, visitamos o Kruger National Park  e na histórica  Joanesburgo e arredores como Pretória e Nelspruit.

Leia post completo sobre roteiro e atrações dia a dia: Roteiro de 12 dias África do Sul.

O resultado ficou assim: 👇👇👇👇

*Cape Town/ Cidade do Cabo :

Leia o post: Roteiro de viagem Cape Town.
África do Sul
Atrações em Cape Town/ Cidade do Cabo: Cape of Good, Cape Agulhas e Table Mountain.

Atrações em Cape Town:

 Green Point Stadium , V&A Waterfront , Table Montain , Signal Hill , Clinfton Beach , Camps Bay , Cape Agulhas , Vinícola Groot Constancia , Hout Bay , Chapman`s Peak Driver , Cape of Good (Cabo da Boa Esperança) , Cape Point , Boulder Beach , Simon`s Town , Muizemberg Beach, Robbin Island , Bo- Kaap , Long Street , Kirstenbosch .


África do Sul
Atrações na Cidade do Cabo/ Cape Town: Table Mountain visto de Signal Hill, Boulder Beach e Camps Bay .

Se tem um destino que não pode ficar de fora de uma viagem a África do Sul, este chama-se Cape Town. Uma cidade com muitas atrações e vários cenários de tirar o fôlego.
Nossa vontade era pegar a estrada saindo de Cape Town e realizar uma road trip até Port Elizabeth, passando pelas vinícolas de Stellenbosch e Franschhoek, Rota Jardim  (Garden Route), conhecendo Mossey Bay, Knysna, Tsitsikamma, Jeffrey`s Bay. Entregar o carro em  Port Elizabeth, pegar o voo para Joanesburgo ou Skukuza no Kruger Park. Porém seriam mais 800 km de viagem, precisaríamos de acrescentar no mínimo 4 dias no roteiro. Então, ficamos com a difícil missão de escolher entre a praia e o maior Parque Nacional e Natural da África do Sul, o Kruger Park. Ficamos com a última opção, já que era uma experiência totalmente desejada e nova para nós.

Tempo de viagem em Cape Town: 5 dias.


*Kruger National Park - Skukuza: 

África do Sul
Kruger National Park, a maior reserva natural da África do Sul.

O ponto alto da viagem: Realizar um safári no Kruger National Park, o  maior parque nacional da África do Sul e ficar pertinho de vários animais selvagens soltos no seu habitat nacional, foi incrível e inesquecível. Como valeu a pena.


Tempo de viagem no Kruger Park: 3 dias. 
África do Sul
Safári no Kruger Park, África do Sul.

Elephants Sanctuary  Hazview .
Localizado na cidade de Hazview, 30 minutos da entrada Paul Kruger- Skukuza.
África do Sul
Santuário dos elefantes, África do Sul.

*Rota Panorâmica:


Uma das estradas mais lindas do mundo, localizada na província de Mpumalanga na região de Blyde River Canyon, especificamente entre as cidades de Graskop e Hoedspruit. Muita gente não inclui esse passeio no roteiro, mas vale muito a pena. 


África do Sul
Bourke`s Luck Potholes, Blyder River Canyon, Rota Panorâmica, África do Sul.
Atrações da Rota Panorâmica, África do Sul:

  Mas Mac Falls , Graskop , The Pinnacle Rock , God`s Window , Wonder View , Lisbon Galls , Bourke`s Luck Potholes (mais bonito), Three Rondavels View Point .


Rota Panorâmica, África do Sul
As belezas da Rota Panorâmica: Berlin Falls, Bourke`s Luck Potholes, Three Rondavels e God`s Window.

Para realizar esse passeio saímos do Protea Hotel by Marriott Kruger Park no Kruger Park  nos hospedamos na cidade de Nelspruit, localizada aproximadamente uma hora  da entrada de Skukuza no Kruger Park. Foram mais 3 dias, um de chegada, 1 de passeio pela Rota Panorâmica e um de partida.

Saímos cedo de Nelspruit em direção a Joanesburgo passando por: Pretória e Maropeng.

*Pretória:


Capital executiva da África do Sul, localizada a 60 km de Joanesburgo. Nosso desejo era conhecer a Union Square, onde tem uma estátua gigantesca de Nelson Mandela e o Parlamento sul-africano. 
África do Sul
Jardim do Parlamento em Pretória. Observe a gigantesca estátua do heróis nacional  Nelson Mandela.

Curiosidade: Você sabia que a África do Sul tem 3 capitais ?

Pretória: Executiva.

●Cape Town: Legislativa.

Bloemfontein: Judiciária.


*Joanesburgo / Johannesburg:


África do Sul
Algumas da atrações de Joanesburgo: Museu do Apartheid, Lion Park, Maropeng e Nelson Mandela Square.

Atrações em Joanesburgo:
Lions Park , Maropeng , Museu do Aphartheid , Nelson Mandela Square e Soweto .

Tempo de viagem em Joanesburgo: 3 dias.


Como foi o deslocamento em cada cidade e em grandes distâncias:

● Cape Town, cidade e arredores como Cape Agulhas, localizado a 280 km da Cidade do Cabo:

Para ter mais privacidade e liberdade no roteiro, escolhemos alugar um  carro, pegando no aeroporto de Cape Town e entregando um dia antes da partida no centro da cidade, na região de Long Street, bem próximo do nosso hotel. Porquê?


Como nosso voo para Joanesburgo seria 7:30 da manhã, fiquei com medo de sair de madrugada, pegar auto-estrada e ainda por cima atrasar na entrega do carro, correndo o risco de perder o voo. Coisas de Alexandra, não liga não, mas na minha opinião, seguro morreu de velho!

Carinhosamente o John, da empresa de turismo Cape Town em Português , um sul- africano, filho de angolanos e que já morou no Brasil, nos ofereceu o transfer para nos levar no aeroporto numa van super confortável,  na realidade ele fez questão de nos recepcionar na chegada, mas no intuito de pegar logo o carro e encarar a temida mão inglesa, preferimos apenas na partida.
África do Sul
John da empresa Cape Town em português.


É bom lembrar que a África do Sul utiliza a mão inglesa, ou seja, o motorista dirige no lado direito e trafega no lado esquerdo da via.



Caso você não queira se arriscar ou  deseja realizar um roteiro com mais conforto, contrate a empresa de turismo Cape Town em Português, além de não se preocupar com a direção, você terá toda mordomia com guias que falam nossa língua.


● Cape Town para Joanesburgo: voo pela South African, compramos as passagens pelo site, aqui no Brasil.



●Joanesburgo- Pretória- Nelspruit- Panorame Route - Kruger Park (Skukuza) - Joanesburgo:


Alugamos carro pegando e entregando no aeroporto de Joanesburgo.



Total percorrido de carro: um pouco mais de 2.000 km.




Alugue seu carro na Rentcars.com, pague no Brasil sem cobrança de IOF. Reserve pelos banners do blog, recebemos uma pequena comissão e você não pagará nada a mais por isso. Obrigado.




Mas Alexandra desejo visitar o Kruger Park, porém não quero viajar grandes distâncias de carro!

Calma, tem outras opções:



*A região do Kruger Park tem aeroportos dependendo de qual região  você ficará, já que o parque tem mais de 2.000 quilômetros quadrados.

No nosso caso ficamos em Skukuza (uma das entradas do Kruger), daí tem voos saindo de vários pontos do país para o aeroporto com o mesmo nome. Vale lembrar que os valores das passagens são um pouco salgados.

*Você também pode contratar transfer em empresas de turismo saindo de Joanesburgo.


Hotéis na África do Sul:

Grau da nossa satisfação:
Amamos: 😄😄😄😄😄
Gostamos muito: 😄😄😄😄
Gostamos: 😄😄😄
Não gostamos mais dá para ficar numa estadia rápida: 😄😄


● Cape TownHotel Inverness . 😄😄😄😄
Cape Town
Fachada do Hotel Inverness, Cape Town.
Bairro: Sea Point, localizado aos pés da montanha Signal Hill, próximo (de carro) de V&A Waterfront e praias, resumindo, localização perfeita. Adoramos o hotel, que na realidade é um apart hotel com dois quartos, sala, cozinha, banheiro e estacionamento próprio. 
Cape Town
Hotel Inverness, Cape Town: Apartamento com sala e cozinha acoplada + quarto.


● Kruger Park- Skukuza:
  Protea Hotel by Marriott Kruger Park . 😄😄😄😄😄

Kruger Park, África do Sul
Protea Hotel by Marriot Kruger Park, África do Sul.

O que dizer desse hotel ???

Gente, foi uma hospedagem inesquecível e o ponto alto da viagem!!!

Localizado ao lado do portão de acesso ao Kruger Park-  Skukuza. 
Kruger Park, África do Sul
Entrada do hotel Protea, observe a proximidade entre o hotel e o portão de acesso ao Kruger Park- Skukuza.
O sistema do hotel é meia pensão (café da manhã e almoço). Além disso tem um ambiente todo inspirado na savana africana, funcionários atenciosos e  infra estrutura de lazer e bem estar, com piscina, salões de jogos e quadras esportivas.
Kruger Park
Protea Hotel: Piscina e mirante de observação para o Kruger Park.
Momento maravilhoso da estadia: Todos os dias o jantar é servido em um espaço ao ar livre com churrasco e música africana.  Aos sábados tem apresentação de dança africana ao vivo. Tivemos a sorte de assistir e ficamos encantados.
África do Sul
Protea Hotel Kruger Park: Jantar do hotel ao ar livre.

O hotel também oferece safári, podendo ser reservados pelo e-mail: nomonde.silubana@proteahotels.com  ou no momento do check-in.

Ponto super positivo: Os safáris saem às 5:30 da manhã e carinhosamente preparam o café da manhã variado em lancheiras box.


*Reserve seu hotel no Booking.com com alternativa de cancelamento grátis. Reservando pelos links ou banners deste blog recebemos uma pequena comissão e você não pagará nada a mais por isso. Obrigada.


                      

Onde se hospedar no Kruger Park ?

Hospedagem na região de Kruger Park é uma das principais dúvidas (acho que essa etapa foi a mais difícil) de todos que desejam realizar o tão sonhado safári no maior parque natural da África do Sul. Isso porque as opções são infinitas:

● Dentro do Parque Nacional Kruger Park :

São dezessete campings, dependendo da entrada e local onde você ficará. Vai de casas em formato de bangalôs com quarto, banheiro, sala e cozinha até as áreas destinadas para acampamentos. O local conta com restaurantes, lanchonetes, mercadinho, lojas e um posto de gasolina.

Vantagem: 
Você só paga uma entrada  no Kruger Park.
Contato direto com a natureza, afinal você ficará dentro do parque onde tem vários animais...
Valor bem mais em conta em relação aos hotéis dos arredores e reservas privadas.


Desvantagem:
Comparando com as demais hospedagens é bem mais simples.
Você tem que estar preparado para se deparar com um bicho bem próximo da sua casa, afinal você estará no habitat deles. Pensei assim, numa cobra, um lagarto ou coisa pior...
É necessário reservar com bastante antecedência pelo site: San Parks ,  já que a procura é grande.


 Lodges  em reservas privadas na área do Kruger Park, só que fora dos portões de acesso do parque nacional:

Pelo que avaliei, são lindos em puro luxo! Isso significa, preços bem elevados e como somos quatro, descartei. Teve lugares que o valor ultrapassava a todas as estadias  da viagem.
Na maioria deles o valor da hospedagem está incluído pensão completa  e os safáris. 
Deste modo.

As reserva privadas ficam localizadas em  Kapama e Sabi Sand, entre outras, uma das  reservas privadas mais conhecidas é o  Kapama River Lodge.


● Hotéis estilo resort ao lado do Kruger Park:

Foi a nossa escolha com o Protea Hotel by Marriott Kruger Park , sistema meia pensão (café da manhã e jantar), bem mais em conta do que as reservas privadas, mas com toda mordomia. É necessário contratar os safáris separadamente.
Para nós o custo-benefício valeu muito a pena. 


● Pousadas e hotéis em cidades próximas:

Pelo que li, achei um pouco desgastante e na minha opinião não vale muito a pena. Primeiro porque você não sentirá todo aquela atmosfera da savana africana, já que estará numa cidade grande. Em segundo porque ficará cansativo realizar grandes deslocamentos até o parque, já que pegará no mínimo 40 minutos de viagem. Nós que ficamos ao lado do parque tivemos que acordar às 4 da manhã!!!



Nelspruit:   Mercure Hotel Nelspruit 😄😄
Nelspruit


Nelspruit foi a alternativa que escolhemos para servir de base no retorno de  Skukuza e para  a visita na Rota Panorâmica. Já que a cidade fica no caminho para  Joanesburgo, a  120 km do Kruger Park - Skukuza e 90 km de Graskop- início da Rota Panorâmica. 
Vou dizer que o hotel não me agradou muito, ainda mais depois da hospedagem no Protea. Apesar das fotos na internet parecer um hotel novo, quando chegamos lá, nos deparamos com uma hospedagem em um hotel bem antigo, apesar da excelente localização. Mas como estávamos ali por duas noites, valeu.
Esse hotel oferece safári no Kruger Park e a cidade é uma alternativa econômica de hospedagem para quem deseja conhecer a reserva natural.


Joanesburgo:  Signature Lux Hotel Sandton 😄😄😄😄

Essa foi uma super dica de um casal de amigos. Durante minhas pesquisas fiquei bastante perdida já que diziam que Joanesburgo era uma cidade insegura. Queria um hotel em uma região segura (isso pra mim é essencial) e próxima de restaurantes, como a Nelson Mandela Square. Foi aí que, faltando 2 meses para viagem bingo! Pintou o Signature Lux, ao lado da Nelson Mandela Square e Sandton City (shopping) no bairro de Sandton. Não pensei duas vezes, cancelei a hospedagem antiga (reservei no Booking com opção de cancelamento grátis) e reservei o Signature.
Joanesburgo
Signature Hotel, Joanesburgo: Observe a proximidade com a Nelson Mandela Square.
Foi uma beleza, pois a noite, deixávamos o carro na garagem, atravessávamos a rua e já estávamos dentro do complexo de entretenimento. Adorei a localização não poderia ser melhor, 10.
Joanesburgo
Signature Hotel: Fachada, suíte: quarto e banheiro.

*Vacinação:

Para entrar em qualquer país da África é necessário apresentar já no embarque aqui no Brasil a Carteira de Vacinação Internacional emitida pela ANVISA comprovando a vacinação da febre amarela dez dias antes da viagem. Não adianta apresentar apenas o comprovante da vacina emitido pelo posto de saúde, é necessário a carteira da ANVISA.
Basta agendar pelo site da Anvisa e levar o comprovante da vacina. Você recebe na hora. Aqui no Rio de Janeiro tem agência no aeroporto internacional.


*Malária: 

A malária é uma doença infecciosa transmitida pela picada de mosquito, que ocorre na sua maior frequência em países de clima tropical e subtropical. Os sintomas mais comuns são febre, fadiga, vômitos e dor de cabeça. 
A Região do Kruger Park  é considerada uma área de baixo risco, mesmo assim deixa qualquer viajante apreensivo. Ao contrário da febre amarela a profilaxia não é a vacina e sim ingestão de medicamentos que segundo a posologia possui muitos efeitos colaterais que são  nada agradáveis. Os médicos indicam as seguintes prevenções:


 ● Usar calça e blusa comprida, sapatos fechados e bastante repelente.

Nós levamos além da loção, o repelente aerosol e aplicávamos a todo instante. Vou te dizer que não chegamos ao extremo de andar totalmente cobertos, até porque visitamos o país no verão, mas passávamos bastante repelente, seja no hotel ou nos safáris.

*Qual moeda levar para África do Sul?

A moeda oficial da África do Sul é o Rand, sigla ZAR.
1 real equivale  aproximadamente 4 rands.
Nós levamos dólar e trocamos uma pequena quantia no aeroporto e o restante num quiosque de câmbio no V&A Waterfront, cuja cotação estava bem melhor. Lembrando que é necessário levar o passaporte.
Não perca a oportunidade, pois o país é um destino com ótima relação custo-benefício.



*Língua oficial da África do Sul:

O país não possui uma e sim onze línguas oficiais, que vai do tradicional inglês, até alguns idiomas  africanos, entre eles, o africâner e o zulu. Mas vou te falar hein, o inglês deles é bastante confuso.

Esse post foi o passo inicial com dicas para você planejar sua viagem para África do Sul.
Aguardem próximos posts onde falares sobre cada lugar e atração.

Tem alguma dúvida ou dica sobre a África do Sul?
Diz pra gente na área de comentários localizado abaixo do post.



Outros posts sobre a África do Sul: 






Alugue seu carro na Rentcars.com, pague no Brasil sem cobrança de IOF. Reserve pelos banners do blog, recebemos uma pequena comissão e você não pagará nada a mais por isso. Obrigado.

Acompanhe nossas viagens pelas redes sociais:


    FACEBOOK  /   INSTAGRAM  /   G+ /  YOU TUBE



Saúde, paz e fé! 




6 comentários:

  1. Que lindo esse post. Tudo explicado e resumido
    Obrigada por ter me citado... Adorei poder ajudar

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu que agradeço Adriana. Suas dicas foram preciosas. Bjos

      Excluir
  2. Muito bom seu post! Adoro posts completos e detalhados assim! Obrigada por citar o Trilhas e Cantos! <3

    ResponderExcluir
  3. Seu post está sensacional, com dicas muito importantes da África do Sul!! Adorei o roteiro! Vocês sabem que também acabei descartando a Garden Route por falta de tempo e a simplesmentei amei que vocês foram pro Blyde River! Eu não consegui passar um dia lá mas fiz questão de fazer o trajeto por lá pra ver a rota, que é simplesmente linda né! Ficou demais a viagem e seu post me deu muita vontade de voltar!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Liany, sem sombra de dúvidas vcs foram a inspiração da nossa viagem. Só tenho a agradecer por todas as dicas. Bjs

      Excluir

Compartilhe conosco suas dúvidas, comentários e dicas. Será muito importante para o Fourtrip. Terei o maior prazer em responder.