https://3.bp.blogspot.com/-rcKv3nfBGwg/W606gooU41I/AAAAAAAAu-s/wlob214doEM6XKsNJrDGfEV_dWEsF46hACLcBGAs/s640/Kruger.png

KRUGER PARK NA ÁFRICA DO SUL, TUDO QUE VOCÊ PRECISA SABER



África do Sul
Kruger National Park, África do Sul: Placa de boas vindas na entrada do parque.
Sabe aqueles safáris da África onde você tem o privilégio de observar animais selvagens  em seu habitat natural.
Maior reserva natural da África do Sul, o Kruger National Park tem aproximadamente 20 mil km² e é considerado um dos parques mais importantes do mundo.

Sem sombra de dúvidas o Kruger Park é a essência da África do Sul e uma das melhores regiões para você ter a chance de ver aqueles animais que tanto acompanhamos na National Geographic, entre eles os chamados Big Five: leão, leopardo, elefante, búfalo e rinoceronte.

Por conta da distância, uma das maiores dúvidas de quem viaja para a África do Sul, seria como chegar, onde se hospedar e se vale a pena mesmo conhecer o Kruger Park.

Leia o post e tire todas as suas dúvidas sobre o parque natural mais famoso da África do Sul.
Se tem algo que liderava nossa lista sobre o que fazer na África do Sul, esse é um safári. Afinal seria uma oportunidade única para vivenciar esse tipo de experiência. 
O Kruger National Park foi fundado em 1898 por Paul Kruger e é uma das reservas naturais mais antigas do mundo. Tem noção como será incrível, você fazendo parte de todo aquele universo do mundo animal em pleno continente africano?

Depois de ler bastante em alguns sites, entre eles, Melhores Destinos e Viagem na viagem, tive a certeza que o Kruger seria a escolha certa, mesmo sabendo que o lugar é distante e um pouco mais complicado de chegar.
Confesso que por vezes cheguei a desistir, são vários tipos de hospedagem, desde os luxuosos lodges com tudo incluído (hospedagem + alimentação + safáris), até os alojamentos dentro do próprio parque, onde você pode abrir a porta do seu bangalô e dar de cara com uma cobra ou um leopardo. Aff, não suportaria tamanho susto! 😔

A notícia boa é que, com bastante leitura e planejamento é possível sim, viajar para a África do Sul, conhecer as tradicionais cidades turísticas como Cape Town  e Joanesburgo , e ainda  curtir uns dias desvendando o universo do Kruger Park  de forma econômica e segura, ou seja, eu aqui e os animais lá, com uma certa distância e sem nenhum contato íntimo. 😃
África do Sul
Primeiros carros de safári no Kruger.
Quadro localizado na suíte do Protea Hotel.

Leia: Planejamento de viagem África do Sul, passando por: Cape Town, Cape Agulhas, Joanesburgo, Kruger Park, Nelspruit , Panorame Route e Pretória.


➥Como chegar no Kruger Park ?

Localizado no noroeste da África do Sul, o parque é uma reserva natural imensa, com  aproximadamente 350 km de norte a sul, 60 km de leste a oeste e ainda faz fronteira com dois países africanos.
● Oeste: Províncias Limpopo e Mpumalanga.
● Norte: Fronteira com o Zimbabwe.
● Sul: Fronteira com Moçambique.

Para você ter ideia a reserva tem 9 portões de entrada, todos localizados dentro do território sul africano. 


►Entradas do Kruger:

Sentido norte- sul:
Pafuri, Punda Maria, Phalaborwa, Orpen Gate, Paul Kruger (Skukuza), Phabeni Gate, Numbi Gate, Malenane e Crocodile Brigde. Todos  os portões fecham no período noturno.

Clica neste link e veja no Google Maps o mapa  que preparei para vocês: Portões de acesso e distância entre os portões do Kruger Park e Joanesburgo.


Complicou né! Um parque imenso, com várias entradas. Então onde se hospedar no Kruger Park?
Vou te falar que essa foi a etapa mais difícil do roteiro para África Sul. Mas no fim tudo deu certo. Veja mais adiante.


►Avião: 

Sem sombra de dúvida é a opção mais rápida, confortável e claro mais cara. Tem voos saindo de algumas cidades sul-africanas em direção aos aeroportos localizados próximo do parque, são eles: SkukuzaNelspruit, Hoedspruit e Phalaborwa



►Carro:

Partindo de Joanesburgo são aproximadamente 470 km até o acesso do portão mais próximo, no caso Skukuza
Rota: N4 sentido Nelspruit ➡ R40 sentido Hazyview via White River ➡ R536 até portão Skukuza. Aproximadamente 5 a 6 horas de viagem.

Para saber como chegar em outros portões acesse: San Parks

Escolhemos alugar um carro saindo de Joanesburgo, pela autonomia e pelo custo-benefício, como éramos em quatro pessoas, saiu mais em conta e ainda realizamos uma road trip conhecendo algumas cidades como Hazyview, Nelspruit, Pretória e percorremos Rota Panorâmica.

Você sabia que a África do Sul utiliza a mão inglesa
Leia o post: Como foi nossa experiência de dirigir na mão inglesa na viagem da África do Sul.

Alugue seu carro na Rentcars.com, pague no Brasil sem cobrança de IOF. Reserve pelos banners do blog, recebemos uma pequena comissão e você não pagará nada a mais por isso. 




Outra opção é contratar um transfer  empresas de turismo local saindo  

de Joanesburgo.



➥ Onde se hospedar no Kruger Park ?

África do Sul
Kruger National Park - África do Sul: Portão de entrada Skukuza.
Essa foi a etapa mais árdua do planejamento desta viagem, para ter uma noção, cheguei a pensar em desisti do Kruger. Mas no final deu tudo certo. Partindo do princípio que o portão Skukuza está localizado mais próximo de Joanesburgo, essa foi nossa escolha de acesso.


Tipos de hotéis no Kruger Park: 


● Dentro do Kruger Park :

África do Sul
Kruger National Park: Bangalôs do camping Skukuza.
No total são dezessete campings, com casas em formato de bangalôs com quarto, banheiro, sala e cozinha, tendas até áreas destinadas para acampamentos. O local conta com uma área comum, com restaurantes, lanchonetes, mercadinho, lojas, churrasqueira, piscinas, mesas de piquenique e um posto de gasolina.

Vantagem de ficar hospedado dentro do Kruger Park

Você só paga uma entrada, no momento da chegada.
Contato direto com a natureza, afinal você ficará dentro da reserva.
Hospedagem com valor bem mais em conta, comparado com hotéis e resorts nos arredores e reservas privadas.


Desvantagem:
Comparando com as demais hospedagens é bem mais simples.
Você tem que estar preparado para se deparar com um animal, bem próximo do seu alojamento, porque não tem cerca, afinal você está no habitat deles. Pensei  numa cobra, um lagarto ou coisa pior...
É necessário reservar com bastante antecedência pelo site: San Parks ,  já que pelo valor, a procura acaba sendo grande.


● Resort ao lado do Kruger Park:

Kruger Park, África do Sul
Protea Hotel by Marriot Kruger Park, África do Sul.

Foi a nossa escolha com o Protea Hotel by Marriott Kruger Park, resort com sistema de meia pensão (café da manhã e jantar). Comparado com as reservas privadas,  o valor foi mais em conta. Os safáris são contratados separadamente e você pode agendar antecipadamente (e-mail: nomonde.silubana@proteahotels.com) ou no momento do check-in. 


Para nós o custo-benefício valeu muito a pena. Amamos tudo!

Localizado ao lado do portão de acesso ao Kruger Park-  Skukuza. 

Kruger Park, África do Sul
Entrada do hotel Protea, observe a proximidade entre o hotel e o portão de acesso ao Kruger Park- Skukuza.
A arquitetura é toda inspirada na savana africana,  os funcionários são super atenciosos, depois da cansativa viagem, fomos recepcionados com um refrescante coquetel de boas vindas.

Suítes espaçosas, as do segundo andar ficam na altura da copa das árvores, #ficaadica.


Kruger Park, África do Sul
Protea Hotel by Marriot Kruger Park, África do Sul: suítes espaçosas .

Interligadas com a área comum do hotel através de passarelas de madeira.
Kruger Park, África do Sul
Protea Hotel by Marriot Kruger Park: Passarelas na altura das copas das árvores.


África do Sul
Protea Hotel by Marriot Kruger Park: acesso as suítes do hotel.


África do Sul
Protea Hotel by Marriot Kruger Park: visitante ilustre...
Área lazer e bem estar: piscina, salões de jogos, quadras esportivas, restaurante ao ar livre.
África do Sul
Protea Hotel by Marriot Kruger Park: Piscina do resort localizada de frente para o Kruger Park.
O hotel possui de alguns mirantes de observação localizado de frente para o Rio Sabie e o Kruger Park, onde é possível ficar apreciando a reserva natural e os animais.
África do Sul
Protea Hotel by Marriot Kruger Park: Mirante de observação. Observe que em frente está o Kruger Park.
Momento mágico da hospedagem, todos os dias o jantar é servido em um restaurante ao ar livre, com  churrasco e música africana.  Aos sábados tem apresentação de dança africana ao vivo. Tivemos a sorte de assistir um show, foi incrível.
África do Sul
Protea Hotel by Marriot Kruger Park: Restaurante ao ar livre.

África do Sul
Protea Hotel Kruger Park: Jantar do hotel ao ar livre.

África do Sul
Protea Hotel by Marriot Kruger Park: sensação do restaurante, quem resiste a uma foto!

Sem sombra de dúvida, os dias que passamos no Protea, foram incríveis.

Os safáris saem às 5:30 da manhã e uma equipe prepara um café da manhã variado e distribuem em lancheiras box. 


*Reserve seu hotel no Booking.com com alternativa de cancelamento grátis. Reservando pelos links ou banners deste blog recebemos uma pequena comissão e você não pagará nada a mais por isso. Obrigada.

                      

 Lodges  em reservas privadas na área do Kruger Park:

É o que eles chamam de reservas privadas.

Pelas fotos é um sonho, puro luxo! Toda mordomia tem seu preço, e que preço! Tinha reserva  que o valor ultrapassava a todas as hospedagens  da viagem.
Mas...quem pode, pode. Eu fiquei mesmo no desejo,quem sabe um dia...
Geralmente oferecem sistema all-inclusive: pensão completa + safáris. 

Pelas minhas pesquisas, as melhores reserva privadas do Kruger ficam localizadas em  Kapama e Sabi Sand, entre outras, uma das  mais conhecidas é o  Kapama River Lodge.

● Pousadas e hotéis em cidades próximas:

Pela minha avaliação, achei um pouco desgastante e não vale muito a pena. Primeiro porque você não sentirá todo aquela atmosfera de estar hospedado e fazer parte dana savana africana, já que estará numa cidade. Em segundo, porque ficará cansativo realizar grandes deslocamentos até o parque. Nós que ficamos ao lado do parque  acordávamos as 4 da manhã!
Cidades próximas do portão Skukuza: Hazyview e Nelspruit.  No retorno para Joanesburgo ficamos 2 dias em Nelspruit no Mercure Hotel Nelspruit com intuito de conhecer a rota panorâmica. É uma cidade grande e bem longinha de Skukuza.



➥ Como é o safári dentro do Kruger?


Além do safári, é necessário para um valor para entrar no Kruger: Tickets de acesso.

►Game drive:

África do Sul
Safári no Kruger National Park- Skukuza: Iabadabaduuuuu.

É o safári em carros abertos e 4X4, tipo jipe. 🚙

● Ranger: Motorista que conduz o veículo durante o safári.

● Tracker: É o guia que fica na frente do veículo procurando os animais.

Os safáris mais simples o motorista faz o serviços de ranger e tracker. 
África do Sul
Kruger National Park: veículo de safári. Pode ficar aberto ou fechado para se proteger do Sol e chuva.

Nós contratamos no hotel o safári de um dia, 6 as 16h. Passamos todo esse tempo dentro do parque e almoçamos no restaurante do local. Mas isso é história para o próximo post, sobre: Como é o safári no Kruger Park.


►Self Drive: 🚗


Safári realizado em veículo particular, ou seja, no seu carro, com você dirigindo. Porém lembre-se, mantenha certa distância dos animais e em hipótese alguma saia do veículo, nem mesmo colocar partes do corpo para fora da janela.

Respeite o horário de fechamento dos portões, eles são bem rigorosos. Sujeito a multas.


Estradas do Kruger:
África do Sul
Kruger National Park: estrada de chão no Skukuza.

Possui estrada asfaltada e estrada de chão.

Velocidade máxima:

Estrada asfaltada: 50 km/h
Estrada de chão:  40 km/h
Rest Camp (área de alojamentos, restaurante e comercio em geral):  30 Km/h.



➥ O Kruger Park é uma área com risco de malária?


A malária é uma doença infecciosa transmitida pela picada de mosquito, ocorre na sua maior frequência em países de clima tropical e subtropical. Os sintomas mais comuns são febre, fadiga, vômitos e dor de cabeça. 

A Região do Kruger Park  é considerada uma área de baixo risco, mesmo assim deixa qualquer viajante apreensivo. Ao contrário da febre amarela, a profilaxia não é a vacinação e sim a ingestão de medicamentos que segundo a posologia possui efeitos colaterais   nada agradáveis. Além disso foi comprovado que a profilaxia não garante totalmente que a pessoa fique 100% imune a doença. As melhores medidas são, contratar um seguro viagem (no canto direito do blog tem um banner com 5% de desconto na contratação do seguro) e proteger-se.

Bom, conversei com amigos que visitaram o local, li vários relatos e me certifiquei com o médico, chegamos a conclusão que não tomaríamos o remédio.

Levamos além da loção, o repelente aerosol e aplicávamos a todo instante. Vou te dizer que não chegamos ao extremo de andar totalmente cobertos, até porque visitamos o país no verão, mas passávamos bastante repelente, seja no hotel ou nos safáris.


➥ Melhor época para visitar o Kruger Park.


●Verão: Novembro a Março, meses com maior incidência de chuva e pelo calor é mais difícil visualizar alguns animais durante o dia.

●Inverno: Abril a Outubro. Meses com baixa incidência de chuva, porém mais frio. A vegetação torna-se seca e facilita a observação de animais.


Nós visitamos em Fevereiro, somente em um dia, pegamos apenas 15 minutos de chuva de verão e não prejudicou nosso passeio. Até porque o dia ficou lindo e conseguimos ver bastante animais, inclusive os big five.


➥ Quanto tempo no Kruger?

Recomendam 3 dias sem contar com o dia de chegada e saída. 
Como escolhemos percorrer a Rota Panorâmica na região de Blyder River Canyon e visitar o Elephant Sanctuary na cidade de Hazyview, ficamos apenas dois dias.
África
Elephant Sanctuary e Panorame Route: Uns dos passeios da nossa road trip.

➥ Dicas e informações adicionais sobre o Kruger Park:


💬 Proibido alimentar e ter contato com animais.

💬 Proibido sair do veículo durante o safári.

💬 Observe o horário de fechamento dos portões. 

💬 Não é permitido consumo de bebidas alcoólicas em áreas comum do parque.

💬 Melhor período do dia para realizar um safári:  amanhecer e final da tarde.

💬 Prepare-se para madrugar, os safáris costumam sair bem cedo, antes do amanhecer.

💬 Curiosidade sobre os Big 5 : 🐘 🐯 🐾

A maioria relata que são os cinco maiores animais da África. Mas peraí, existem animais maiores. Daí descobri num artigo da revista Viagem e Turismo uma explicação bem convincente: 
No passado os caçadores chamavam de Big Five os animais ferozes da África.
Tem sentido, porque uma girafa é gigantesca e bem maior que qualquer um desses cinco animais.

💬 Safári é questão de paciência e sorte. Portanto, vá tranquilo e na fé, sem aquele estresse de que tem que ver todos os animais. Eu mesma desejei demais avistar pelo menos uma girafinha, considerada a figurinha mais fácil da região. O que aconteceu? Rodamos, rodamos e conseguimos encontrar duas na última hora do safári. Ufa!

💬 Crianças menores de 6 anos não são autorizadas de realizar safári no Kruger. Recomendo procurar reservas menores nas proximidades de Joanesburgo ou Cape Town.

💬 Caso alugue um carro, recomendamos demais utilizar o GPS. Nós levamos o nosso já com todos os endereços registrados.

💬 Tome cuidado com as estradas de acesso ao parque, você encontra muitos animais caminhando na região.

💬 Reserve um dia para percorrer a Panorame Route na região de Blyder River Canyon. Esse passeio é incrível.

💬 Não deixe de ler o próximo post com todos os detalhes sobre o safári no Kruger Park.



Fonte de informações: Sanparks



Outros posts sobre a África do Sul: 




Agradecimentos especial aos amigos de blogueiros:

Mochilão a dois
Asas pra que te quero
Trilhas e Cantos



Alugue seu carro na Rentcars.com, pague no Brasil sem cobrança de IOF. Reserve pelos banners do blog, recebemos uma pequena comissão e você não pagará nada a mais por isso. Obrigado.



Acompanhe nossas viagens pelas redes sociais:


    FACEBOOK  /   INSTAGRAM  /   G+ / 



Saúde, paz e fé! 

Um comentário:

  1. Esse lugar é um sonho. Quero muito conhecer esse pedaço da África do Sul

    ResponderExcluir

Compartilhe conosco suas dúvidas, comentários e dicas. Será muito importante para o Fourtrip. Terei o maior prazer em responder.