18/03/2018

https://2.bp.blogspot.com/-DkKC4q3uQtQ/WqGALKh178I/AAAAAAAAo_A/1i7nOpjkGfMK2Aeal1FMZhuQ99kn9VYPwCLcBGAs/s640/m%25C3%25A3o%2Binglesa.png

ÁFRICA DO SUL, DIRIGINDO NA MÃO INGLESA



África
Em nossa recente viagem na África do Sul, uma das nossas maiores preocupações  foi encarar o desafio de dirigir na mão inglesa. Esse sistema é totalmente ao contrário do Brasil,  o motorista/volante fica do lado direito do carro e transita pelo do lado esquerdo da pista, o bastante para dar um nó na cabeça de nós brasileiros. 
Mas como iríamos realizar uma viagem independente que necessitava grandes deslocamentos, sem alugar um carro? 
Apesar de toda dificuldade, resolvemos encarar o medo, a ansiedade e o nervosismo, afinal viajar significa viver novas experiências.
É difícil,  mas não impossível!
Neste post revelo  todos os detalhes dessa aventura louca de como é dirigir  na mão inglesa na África do Sul.

Porque escolhemos alugar um  carro na África do Sul?

Leia o post completo, dia a dia com atrações e cidades: Roteiro de 12 dias África do Sul.

Quem nos acompanha sabe que nosso perfil são viagens por conta própria, elaborar nosso roteiro de acordo com o nosso jeito elétrico, sair por aí com liberdade e sem a preocupação de horários. Afinal férias é liberdade de horários, destinos e rotina!

Como ficou nosso roteiro na África do Sul:


* Cape Town: 

Pegamos o carro no aeroporto. Em cinco dias, percorremos aproximadamente 700 km, o mais longe foi um bate e volta até Cape Agulhas, só aí totalizou 500 km.


                        


*Joanesburgo, pegamos carro alugado e partimos para o Kruger Park - Skukuza, aproximadamente 450 km. Cinco dias entre KrugerNelspruit, Blyder River CanyonRota Panorâmica e Hazview.

                           



*Retornamos para Joanesburgo (três dias) passando por Pretória.  Por fim devolvemos o carro no aeroporto no dia da partida para o Brasil.

Conclusão: Percorremos mais de 2.000 km do território sul africano!



*Reserve seu hotel em Cape Town , Johannesburgo  e  Skukuza no Booking.com com alternativa de cancelamento grátis. Reservando pelos links ou banners deste blog recebemos uma pequena comissão e você não pagará nada a mais por isso. Obrigada.



                      



Como contratar um serviço privado para percorrer vários quilômetros, já que a maioria das atrações são distantes e queríamos conhecer o máximo de cada lugar? Impossível sairia uma fortuna, ainda mais que somos quatro pessoas.

Pesquisei sobre o assunto em vários sites, com amigos e todos eram unânimes que seria difícil mas não impossível, com atenção o cérebro se adapta rapidamente a nova direção.


Escolhemos alugar aqui no Brasil pelo site da Rentcars.com,  você  tem opção de pagar no Brasil sem cobrança de IOF ou pagar no momento da retirada do veículo com cartão de crédito internacional no nome do condutor. 

Reserve pelos banners do blog, recebemos uma pequena comissão e você não pagará nada a mais por isso. Obrigado.



Partindo do princípio que percorreríamos vários quilômetros em Cape Town e Joanesburgo, resolvemos alugar os carros da mesma categoria, um SUV,  confortável e principalmente com câmbio automático, uma preocupação a menos na hora de dirigir e que fez toda diferença, valeu muito a pena o investimento. Imagina você passar a marcha com a mão esquerda, seria muita maldade com meu cérebro!


África


Vale lembrar que levamos o nosso GPS com alguns endereços salvos, mas caso  não tenha o seu, pode incluir  no pacote do aluguel ou levar o celular e usar um daqueles aplicativos como o Here ou o Google. Quando não achávamos os endereços, esses aplicativos ajudaram bastante, para isso você tem que ter um chip de internet. Durante toda viagem ficamos conectados com o chip da EasySim4U e foi uma mão na roda.

Em Johannesburgo tem muitos pedágios, tanto na cidade como nas estradas, então nosso carro já veio com aparelho tipo " sem parar". Depois eles debitam o valor no cartão de crédito.

No nosso caso pegamos o  veículo com tanque cheio, lembre-se de entregar do mesmo jeito, caso contrário a multa é terrível de cara.



Documentação:


PID
Recomendam apresentação do documento de permissão internacional para dirigir  (PID) juntamente com a CNH brasileira. Para ser sincera, a locadora Europcar pediu apenas CNH do Brasil, mas também tem a questão da abordagem policial no país, então é melhor se prevenir. 

Como tirar o PID ?

O PID nada mais é que um documento com todos os seus dados em inglês.
Não tem mistério e é super rápido tirar o seu. Basta entrar no site do Detran, imprimir o DUDA e pagar. Agendar pelo site. No dia marcado levar a CNH na agência  e retirar seu PID que vem com a mesma data de validade da sua CNH.




Veja mais adiante como fomos  abordados por uma blitz na África do Sul e o que aconteceu...



Como é dirigir na África do Sul?

África

Depois de 13 horas de viagem, chegamos no aeroporto de Cape Town, fomos direto para o setor de rentalcar que fica em frente ao aeroporto, basta sair no portão de embarque e atravessar a rua, pegar um túnel que dá nos guichês das locadoras. Procuramos a Europcar , apresentamos o voucher e a documentação,  pegamos a chave, o documento e fomos para o  estacionamento bem próximo dali. Eles dão um papel amarelo que vale como documento do carro. Nele consta marcado todos os arranhões e avarias do carro, verifique com bastante atenção, se encontrar algum extra, chame o funcionário e mostre, caso contrário na devolução eles podem te cobrar. Nós encontramos uns dois arranhões a mais, #ficaadica.

Outro fator importantíssimo é que algumas locadoras entregam o carro com o tanque cheio, então você terá que devolver com o tanque do mesmo jeito (cheio), caso contrário é cobrado uma multa alta. Tanto no aeroporto de Cape Town como no de Joanesburgo tem postos de gasolina próximos. 

Ficamos alguns momentos dentro do carro antes de sair do estacionamento, a fim de nos habituarmos com a novidade. Vou confessar que nessa hora é nervoso e adrenalina pura.


África


Colocamos o endereço do hotel e partimos com bastante atenção e  coragem.

O aeroporto de Cape Town fica a 22 km do centro da cidade e para chegar lá é necessário pegar rodovias.

Para que tudo desse certo, saímos do Brasil com as seguintes regras:

#Regra1:

Não ligar o som e evitar conversas e brincadeirinhas. Pelo menos no início...

#Regra2:

Dirigir devagar sempre  na pista da esquerda,  da direita é de ultrapassagem.

#Regra3:

Enquanto o Henrique dirigia, eu ficava com o trabalho de olhar no GPS e avisar com antecedência quantos quilômetros entraríamos para a direita ou esquerda.

#Regra4:

Sempre pegar pista da esquerda.

#Regra5:

Nunca perder o foco.

O momento foi super tenso, mas seguindo  essas regrinhas básicas, fomos tranquilos, no primeiro instante ele foi perfeito na direção, chegamos no hotel bem aliviados. Vou confessar, acho que eu fiquei mais nervosa no banco do carona do que ele...

Para ter uma noção esse primeiro desafio foi uma dose de coragem. Deixamos as malas no hotel e saímos para conhecer o V&A Waterfront

Dali em diante o cérebro vai se adaptando ao novo modo de dirigir, é claro que às vezes, pensávamos em entrar na pista da direita, mas logo lembrávamos e claro todos no carro ficavam do olho.
Cape Town
Chapman`s Peak Drive, Cape Town. Uma das estradas mais lindas da África do Sul.




Cape Town



Curiosidades e dicas que vale a pena saber:

* Quando for ligar a seta automaticamente você ligará o limpador, rsrs. Relaxa acontece com todo mundo!

*Boa notícia: o acelerador e freio ficam na mesma posição que os nossos veículos. 

*Por inúmeras vezes você entra no lado direito do carro e se depara com o banco do carona.


*Lembrar sempre de transitar do lado esquerdo da pista.

*É proibido parar e estacionar o carro quando tiver uma faixa vermelha na rua/estrada e também onde tiver uma placa com a letra " S " de stop.

*O sistema de estacionamento de rua é bem parecido com o do Brasil, paga-se ao funcionário que trabalha no local, devidamente uniformizado, por um determinado tempo.

*O mesmo acontece com o abastecimento, todos os postos que abastecemos tinham frentistas. Valor médio da gasolina/ litro: 3,23 rands.

*Toda vez que você passar no pedágio o aparelho do "sem parar" vai apitar.

*No geral as estradas de Cape Town e Joanesburgo são ótimas e bem sinalizadas. Apenas fique atento na região do Kruger Park e Rota Panorâmica que além de precárias pode surgir algum bicho. Evite correr e dirigir a noite.


*Pedágios:

*Cape Town : Cidade, na estrada para o  Cabo da Boa Esperança e até Cape Agulhas pegamos apenas 1 pedágio na Chapmam`s Peak Drive, valor 45 rands.

*Joanesburgo: Vários, tanto no caminho para o aeroporto, quanto para o Lions Park e Maropeng.

*De Joanesburgo até o Kruger Park: vários, até perdi a conta.

*Caso você cruze a fronteira para outro país, informe a locadora no momento da retirada do veículo, você pagará uma taxa extra.


Perrengue da viagem:


Blyde River Canyon
Panorama Route, Blyde River Canyon.

Lá no início do post falei que fomos parados numa blitz. Então, quando fomos passear na Rota Panorâmica  na região de Blyder River Canyon (lá pelas bandas do Kruger Park), no retorno para Nelspruit passamos por uma cidadezinha onde policiais mandaram parar. 
Pediram carteira de habilitação e documento do carro. Ok.
Depois o policial falou que estávamos a 75 km por hora e a velocidade máxima ali seria 60 km. 
Mas como??? Tínhamos acabado de fazer uma curva de 90 graus e mal deu tempo de acelerar?
Enfim, ele disse que teríamos que pagar 750 rands, porém... ele perguntou quanto tínhamos na carteira! Ah como assim gente, já conheço essa história!!!!
Por sorte  só tínhamos na carteira 30 rands (temos o costume de dividir o dinheiro em vários compartilhamentos) e ele deu uma gargalhada falsa. Expliquei que estávamos voltando pro hotel e pedi por favor para ele nos liberar porque não estávamos naquela velocidade. 
Conversa vai, conversa vem, ele nos liberou e até agora não sabemos se fomos multados.


Fique de olho!

Um casal de seguidores do Instagram @blogfourtrip  passou a Lua de Mel na África do Sul. Tirei várias dúvidas com eles e acabaram me revelando um fato negativo da viagem.
No caminho do aeroporto de Johannesbusgo para a cidade, ainda na rodovia  foram abordados por um carro mostrando o distintivo da polícia mandando parar. Resumo, roubaram o dinheiro deles!
Depois eles observaram que qualquer camelô vende esse distintivo e que o tal carro que os assaltantes usavam era todo branco como 90% dos carros da África do Sul.

Dica: Os carros da polícia são brancos com listras azul e amarela, caso seja abordado por um carro todo branco, não pare! Vá até um posto ou algo parecido!

Fiquei paranoica com essa história, mas tirando o perrengue da blitz, foi tranquilo.


Conclusão:

Cape Town

Vá na fé e na coragem, o início é de pânico e super difícil, mas depois o cérebro pega no tranco, como uma pessoa que aprende a andar de bike. Redobre a atenção e  não relaxe! 
Pense bem, se todos conseguem porque você não conseguirá?
Sem sombra de dúvidas não conseguiríamos fazer o nosso roteiro completo sem alugar carro.


Viajamos para a África do Sul pela empresa TAAG?
Conhece???
Leia o post: Viajando para a África do Sul pela empresa angolana TAAG.


Deseja planejar uma viagem para África do Sul?
Então leia o post:
Planejamento de viagem África do Sul
Roteiro de 12 dias África do Sul.



Agradecimentos:

*Primeiramente ao maridão, foi ele quem dirigiu a viagem inteira, confesso que não tive coragem.
Ahah, escrevi todo o post para dizer no final : Eu não dirigi na mão inglesa! 😂
Deixa explicar:
Como fui a co-piloto já estava acostumando... mas como ele estava se saindo muito bem, preferi não arriscar.
Com certeza, ele arrasou desde o primeiro momento.

*Em sequência vem a tropa de choque de amigas blogueiras que visitaram o país antes e  perturbei sobre o assunto. Precisa nem dizer que elas deram um super apoio. Bjo em todas!!!

Bia do Dica de turista;
Liliane do Trilhas e Cantos;
Francine do Viagens que Sonhamos ;
Flávia do Viajando por aí . 


*Reserve seu hotel no Booking.com com alternativa de cancelamento grátis. Reservando pelos links ou banners deste blog recebemos uma pequena comissão e você não pagará nada a mais por isso. Obrigada.



                      


Alugue seu carro na Rentcars.com, pague no Brasil sem cobrança de IOF. Reserve pelos banners do blog, recebemos uma pequena comissão e você não pagará nada a mais por isso. Obrigado.



Acompanhe nossas viagens pelas redes sociais:


    FACEBOOK  /   INSTAGRAM  /   G+ /  YOU TUBE




Saúde, paz e fé!



14 comentários:

  1. Vi seu post no Instagram e precisei vir conferir hehe! Fico feliz que tenha dado certo com a direção na mão inglesa. O Guinho, meu marido, morou muitos anos na Inglaterra, então está super acostumado a dirigir dessa forma. Por isso nem me preocupei quando alugamos o carro na África do Sul, mas fizemos uma coisa errada haha. Como fui eu que planejei a viagem, eu que reservei o carro, e aí chegando lá descobrimos que ele não podia dirigir o carro se eu fiz a reserva, a não ser que pagássemos uma taxa extra... bom, tivemos que pagar, lógico né! Mas lá eu arrisquei dentro do Kruger e dirigi um pouquinho, queria abrir a porta do carro todas as vezes que ia trocar a marcha hahah. Alugar um carro automático, com certeza teria ajudado.
    Onde moro hoje, a mão é inglesa e tive que aprender na raça, agora já estou acostumada também, mas o meu maior medo é entrar numa rua na contra mão rsrs. Enfim, parabéns pela coragem e sem dúvida isso fez a viagem de vocês ainda melhor!! Uma pena que tiveram o problema com a blitz, nós tivemos sorte e nada aconteceu conosco nesse sentido!! Um super beijo!! Vou continuar acompanhando as histórias de vocês!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Liany sua fofa, foi até bom falar sobre a questão do motorista extra. É um fato importante. Lembre que foi graças a vcs que visitamos a África do Sul. Vocês são inspiração total. Bjão

      Excluir
  2. Deve ser muitoooo estranho dirigir assim, tem que manter o foco mesmo.
    Quando fui para Londres já achei estranho andar a pé e ver os carros andando assim, imagina dirigir haha. Deve ser estranho mas uma experiencia legal.
    Ótimas dicas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Diego no início foi complicado, mas depois você se acostuma, sempre sem perder o foco, pq aí de repente tu paga a mão errada.

      Excluir
  3. Caramba Henrique deve ter ficado tenso no início hein?! Eu fiquei toda enrolada só para atravessar as ruas de Londres (por conta da direção diferente), imagino como deve ser estranho para dirigir. Mas pegar o carro e fazer seus passeios não tem preço né?

    Adorei o post e fiquei muito chateada com a questão do perrengue, ele deve ter visto que era carro alugado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amiga, ele arrasou!!! Quanto ao perrengue, são coisas que já estamos acostumados aqui no nosso país, mas dá uma revolta...

      Excluir
  4. Oi... deve ser mesmo estranho dirigir no lado contrário, principalmente para quem dirige muito e constantemente, mas tenho quase certeza que acostuma fácil.

    Tenso esta coisa da polícia, não. Se já temos medo no Brasil, que é nosso país, imagine ser alvo de violência em outro país. Bom mesmo alertar outros viajantes.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tenso mesmo Ana. Quando ao perrengue é revoltante. Sempre bom alertar o povo né.

      Excluir
  5. Ótimo post, super completo tirando tosas as dúvidas pra quem pretende alugar um carro na África do Sul, um maneira bem legal de curtir o país de uma forma independente, além de ser uma linda roadtrip, parabéns.

    ResponderExcluir
  6. Nós já alugamos um carro no Reino Unido, mas apenas a Vivi dirigiu. E olha, foi dificil acostumar, principalmente nas rotatórias, é muito estranho... muito bom post! Edson

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado. Realmente no início foi um experiência bem estressante e claro vc nunca pode perder o foco.

      Excluir
  7. excelente post contando a verdade : dá medo, fica tenso, tem perrengue mas dá certo. beijocas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso aí Lilian, mesmo assim vale super a pequena.

      Excluir

Compartilhe conosco suas dúvidas, comentários e dicas. Será muito importante para o Fourtrip. Terei o maior prazer em responder.